Somos todos pecadores! Precisamos ser salvos, mas Jesus já pagou o preço (Parte 2) - A Salvação

30/07/2014 18:12

                                 

“Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.”

Tiago 4:6
Veja primeiro a parte 1:
Somos todos pecadores! Precisamos ser salvos, mas Jesus já pagou o preço (Parte 1) - O que é o pecado?
http://www.nunes3373eb.com/news/somos-todos-pecadores%21-precisamos-ser-salvos%2c-mas-jesus-ja-pagou-o-pre%c3%a7o-%28parte-1%29-o-que-e-o-pecado-/
 

Depois de entendermos que além de sermos pecadores, somos também prisioneiros do nosso pecado, o que podemos então fazer para sermos condignamente salvos?

Como vimos na parte 1 não existe nenhum “santo” na raça humana, todos são pecadores, uns pecam de uma forma e outros doutra, mas na verdade ninguém cumpre os 613 artigos da lei que Deus deu a Moisés, logo de alguma forma pecamos.
Deus é santo, mas também é justo e por nosso próprio livre arbítrio estamos caídos nesta dimensão de vibrações inferiores, a um passo apenas do inferno.
Mas se assim é, como podemos então ser resgatados do mundo material?
Deus, em seu imenso amor, abriu um novo caminho para todo aquele que quiser ser salvo da condenação. Ele deu seu filho unigênito; Jesus Cristo, para morrer em nosso lugar.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único filho, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna”

João 3:16
Não quero tornar as coisas mais complicadas do que elas são, pois na verdade são bem simples.
Deus sabia que pela Lei ninguém se salvaria devido à nossa própria natureza corruptível originada pela rebelião contra Ele no mundo espiritual, então pela graça Ele mesmo abriu uma porta de retorno para toda a humanidade.
Na verdade, Ele arranjou a solução perfeita para que de uma forma justa e respeitando o livre arbítrio pudesse resgatar e fazer retornar à sua origem as almas perdidas que se arrependam de seus pecados. Mas para entendermos isto retornemos um pouco no tempo:
Antes de Jesus ser enviado ao mundo, encarnado como homem, o povo de Deus precisava oferecer sacrifícios de animais para purificação de seus pecados. O sacrifício, feito de acordo com as orientações de Deus, através da fé, limpava todo o pecado do coração do homem.
Assim como Adão teve que sacrificar o cordeiro inocente para se vestir com a sua pele cobrindo a sua vergonha depois de ter pecado contra Deus, também os seus descendentes tinham que fazer o mesmo. Não porque o sacrifício de animais desse prazer especial a Deus, tal prática era apenas um gesto que além de demonstrar obediência mostrava também que o caminho da salvação da morte era difícil e envolveria o sangue de um inocente.

(Neste ponto muitos dizem que o sacrifício dos animais não era justo para com esses animais, mas esquecem de quem criou os animais. Para Deus o homem vale muito mais de que qualquer animal que Ele próprio criou, diga-se que nessa altura os pagãos ofereciam sacrifícios humanos a seus deuses,que eram no fundo demónios, pelo que tudo deve ser contemporizado).

 

Na verdade com esse ritual Deus apenas queria que o homem tomasse consciência de seus erros, assumindo o seu pecado e desobediência. Dessa forma também já se prefigurava o sacrifício do seu cordeiro, o cordeiro que Ele não poupou de forma a nos poder resgatar, Ele era o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo:

Jesus!

Depois de Jesus, a prática dos sacrifícios de animais acabou pois o Cordeiro de Deus foi sacrificado. Jesus foi oferecido como sacrifício pelo próprio Deus, de uma vez por todas, para que tivéssemos os pecados perdoados e para que saíssemos da condenação eterna (inferno) e ganhássemos a vida eterna (céu).

 “Andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus em aroma suave”.

Efésios 5:2.
 
Cristo morreu na cruz e levou sobre si nossos pecados. Ele precisou derramar seu sangue para que a salvação pudesse ocorrer, afinal, nós é que deveríamos estar na cruz, por causa do pecado.

 “No entanto, era nosso sofrimento que ele estava carregando, era a nossa dor que ele estava suportando... Porém ele estava sofrendo por causa dos nossos pecados, estava sendo castigado por causa das nossas maldades. Nós somos curados pelo castigo que ele sofreu, somos sarados pelos ferimentos que ele recebeu. Todos nós éramos como ovelhas que se haviam perdido; cada um de nós seguia o seu próprio caminho. Mas o Senhor castigou o seu servo; fez com que ele sofresse o castigo que nós merecíamos”.

Isaías 53:4-6

 

Mas ele não só morreu por nós, para nos livrar, como também e principalmente ressuscitou!
A ressurreição significa vitória sobre a morte e sobre satanás (1).
Se você realmente parar para pensar, apenas Jesus e a Bíblia nos explica o porquê da morte, onde está o nosso pecado, como mudar e porque precisamos ser salvos de nós mesmos e de satanás. A Bíblia não nos promete reencarnações convenientes e promessas de paz e amor sem sacrifício.
Só a Bíblia realmente nos explica o porquê da situação triste e injusta deste mundo, a Bíblia não nos promete atalhos e essa é a maior prova da verdade!
 
O caminho foi aberto, a história aconteceu, a esperança existe! No entanto, esse caminho só serve para quem entrar por ele, aceitando esse sacrifício e entregando sua própria vida a Jesus, deixando-o tomar conta do seu coração, da sua alma, do seu espírito.
 A salvação é para todos, mas nem todos a têm ou terão porque não crêem em Jesus Cristo como filho de Deus. João 3:16 é claro:
 

 “Para todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Para ser salvo da condenação eterna e para ter seus pecados perdoados é única e simplesmente preciso crer em Jesus!

  “Por isso quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”

 João 3:36
Crer é a única condição, no entanto muitos não conseguem crer e procuram respostas em outros lugares e caminhos menos difíceis para o seu ego e orgulho, pena que nenhum desses caminhos os possa salvar, antes pelo contrário.

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”

João 14:6

 

Pela verdadeira fé em Jesus somos salvos e pela verdadeira fé vêem as boas obras e a nossa luta contra o nosso pecado começa.
Claro que muitos dizem crer, mas na verdade não crêem e nem se dão ao trabalho de ler a Bíblia, esses casos enquadro no artigo (2) que pode ser consultado nas referências.

 

Por isso vos digo amigos, as provas estão todas aí e apesar do mundo conspirar contra Jesus e sua palavra, CONTRA A VERDADE NINGUÉM PODE!
Basta acreditar, basta uma pequena fé e você está SALVO!
O que mais você poderia querer?
Portanto irmãos, sejamos humildes, vamos assumir o nosso erro e;

"Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações."

Hebreus 4:7
Abraço!
 
Se quiser saber mais sobre este assunto, recomendo a série de vídeos:
 

O segredo mais bem guardado do inferno [parte 1 de 4]


www.youtube.com/watch?v=vPTZOp25jJc&feature=youtu.be&a
 
Referências:
 

(1) Porque Jesus teve que morrer?

http://www.nunes3373.com/news/porque-jesus-teve-que-morrer-/
 

(2) Nem todos que se dizem "cristãos" entrarão no Reino Dos Céus

http://www.nunes3373eb.com/news/nem-todos-que-se-dizem-%22crist%c3%a3os%22-entrar%c3%a3o-no-reino-dos-ceus/
 
Fontes:
 

Como ser salvo da condenação?

http://www.educacional.com.br/batista/oqabd_bd.asp?codtexto=555