Somos todos pecadores! Precisamos ser salvos, mas Jesus já pagou o preço (Parte 1) - O que é o pecado?

19/07/2014 14:52
                                        
Antes de mais devo assumir que apesar de cristão sou pecador como qualquer outro ser humano, mas para ter consciência disso antes de mais devemos saber o que é afinal “o pecado”.

O que é o pecado?

Para começar gostaria de definir o que é o pecado. Há pecados definidos por Deus e há também pecados definidos pelos homens. A palavra ‘pecado’ em grego significa ‘perder o alvo,’ isto é, “não entender corretamente.” Na visão cristã é pecado não obedecermos corretamente às ordens de Deus.
O pecado é rebeldia contra Deus. Mas será que todos pecamos? Será que o fato de não roubarmos, não matarmos, sermos honestos, bondosos e generosos nos isenta de culpa?
Muitos acham que sim, mas a Bíblia ensina que não. Todos nós somos pecadores, sem exceção, se dizermos que não mentimos. Nascemos com nossa natureza pecadora e mesmo sendo “bonzinhos” aos nossos olhos, pecamos. Começou em Adão e se estendeu a nós (Romanos 5:12) pois nosso erro vem mesmo de antes de nascer neste mundo (1).
Romanos 3:23 diz:

 “Pois todos pecaram e estão separados da glória de Deus”.

Neste versículo a verdade é objetiva e direta. Todos pecamos e estamos longe de Deus por causa disso.
A nossa natureza é pecadora e corruptível  e nenhum de nós está livre dela.
Talvez você pense que é uma pessoa boa, seus amigos te acham legal. Mas é como a história da omelete feita com um ovo estragado. Você pode colocar vários ovos bons numa omelete, mas se quebrar apenas um estragado, toda a omelete se perde, ficando estragada também.
Nós somos assim. Podemos até ser boas pessoas, mas um pensamento torpe, uma mentirinha, um desejo mau é como o ovo estragado.
O pecado nos afasta de Deus. Isso acontece porque Deus é santo, puro, perfeito e nós, por causa do pecado, somos impuros e imperfeitos.

E como podemos saber ao certo qual é o nosso pecado?

Bem primeiro precisamos ler a Bíblia, temos tendência a avaliar os pecados de acordo com a nossa consciência. Isto é, não como uma ofensa contra os Mandamentos de Deus, mas julgamos de acordo com o nosso conhecimento, o coração e a consciência – o pecado é muitas vezes julgado por cada pessoa individualmente. Por isso, uma mesma ação pode ser ou não considerada pecado, dependendo do critério de cada pessoa. Esta é a razão pela qual Deus nos deu 613 artigos da Lei para serem usados como padrão no julgamento.
Claro que podemos nem sequer nos dar ao trabalho de ler a lei de Deus e se optarmos por isso, aos olhos da Bíblia, jamais poderemos saber ao certo qual é o nosso verdadeiro problema a resolver, quando morrermos, no entanto, isso não vai servir de desculpa aos descrentes.
Mas vamos primeiro aos básicos;

Os 10 mandamentos

Bem só cumprir com estes à risca já não é fácil, imaginem mais 603!
Todos temos desejos carnais e materiais em nossos corações. Mas o que Deus nos diz? Ele nos diz para não cometermos adultério e tão poucos respeitam a lealdade. Nos diz para não mentir, quem será que nunca mentiu? Há homicídio em nosso coração, e Ele nos diz para não matar. Tantos desonram aos pais no coração, mas Deus nos ordena honrá-los. Será que resistiríamos a poder, fama e dinheiro ainda que isso significaque deixar de ser inteiramente honestos?
Deveríamos compreender que todas as palavras de Deus são corretas e boas, e que todos temos pecado em nossos coração.
E ainda por cima sabemos que o pecado tem consequências:
Está em Romanos 6:23:

“Porque o salário do pecado é a morte”.

A morte é uma evidência que comprova a nossa natureza pecadora, ninguém se livra dela.
Mas pior que a morte física é a morte espiritual, com consequências inclusive para depois desta vida. Por causa de nossa natureza pecadora, nascemos condenados à morte eterna. E morte eterna significa estar longe de Deus mesmo após a morte física.

Que tristeza, será que estamos então todos condenados?

Em Romanos 3:20 está escrito: 

“Pela lei vem o pleno conhecimento do pecado.” 

Então, sabemos que a razão pela qual Deus nos deu a Lei, foi para não nos forçar a viver por ela mas termos conhecimento do nosso erro.
Então, qual é o conhecimento que ganhamos da Lei? É que somos muito fracos para obedece-la em sua totalidade e que somos pecadores diante de Deus. O que percebemos através dos 613 artigos da Lei? Percebemos nossas faltas e nossa incapacidade de vivermos de acordo com Ela. Entendemos que nós, criaturas de Deus, somos seres impotentes, somos pecadores e deveríamos ser lançados no inferno de acordo com Sua Lei.
Todos os 613 artigos da Lei são corretos e justos. Mas os homens são pecadores desde a conceção no útero da mãe. Quando compreendemos que a Lei de Deus é correta, que nascemos pecadores e que nunca poderemos nos tornar justos por nós mesmos, perceberemos que precisamos da compaixão de Deus e que necessitamos ser salvos.
Sem entender que somos pecadores pode até ser ofensivo dizer a alguém que precisa ser salvo, mas depois de entender, a constatação é óbvia.
Devemos ter a noção que Deus para ser bom, tem de ser Justo, existem limites para tudo e o conhecimento da lei é importante para entender a justiça.

E então o que devemos fazer ao reconhecer os nossos pecados e nossa impotência diante de Deus? Será que devemos tentar nos tornar seres perfeitos?

Amigos,  como humanos isso é praticamente Impossível e Deus sabe-o muito bem!

E então qual é a solução para este dilema?

Amigos,

 “porque Deus é amor.”

 1 João 4:8,
Ele arranjou a simples e perfeita solução para nós, e é exatamente sobre ela que falaremos na próxima parte deste artigo.
Abraço
 
Referências:

(1) A Verdade

www.nunes3373.com/news/a-verdade/
Fontes:

Somos Pecadores?

http://www.educacional.com.br/batista/oqabd_bd.asp?codtexto=540
PARA SERMOS SALVOS, PRIMEIRO DEVEMOS RECONHECER QUE SOMOS PECADORES
http://bjnewlife.org/portuguese/bstudy/sermons_01.php