Profecias “difíceis” de Jesus explicadas (Parte 2) - Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder

30/03/2015 12:49

                  

"Dizia-lhes também: Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder."
Marcos 9:1

 
Vamos então à luz das escrituras abordar esta profecia tão utilizada por céticos para demonstrar que Jesus errou ao afirmá-la.
Segundo os céticos, dos que estavam com Jesus na altura de seu ministério nenhum sobreviveu até que chegasse o reino de Deus com poder (coisa que ainda não aconteceu), o que à primeira vista e vendo a passagem isoladamente até parece fazer sentido. Mas se analisarmos a profecia, quando inserida no seu contexto, mais uma vez veremos como Jesus estava certo pois tinha toda a razão quando proferiu estas palavras.
E antes de avançarmos para a solução que para mim mais sentido faz, abordaremos uma outra que é muitas vezes avançada no meio teológico.
 

A Transfiguração de Jesus

Quando analisamos o texto onde Jesus afirma que alguns não provarão a morte até que vejam a chegada do reino de Deus, ou seja Marcos 9:1, vemos que logo de seguida em Marcos 9:2 começa o relato sobre a transfiguração de Jesus:
 

E seis dias depois Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago, e a João, e os levou sós, em particular, a um alto monte; e transfigurou-se diante deles;

E as suas vestes tornaram-se resplandecentes, extremamente brancas como a neve, tais como nenhum lavadeiro sobre a terra as poderia branquear.

Marcos 9:2-3
 
Neste relato sobrenatural vemos Jesus transfigurado, o aparecimento de Moisés e Elias e ainda ouvimos a voz de Deus:

E desceu uma nuvem que os cobriu com a sua sombra, e saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu filho amado; a ele ouvi.

Marcos 9:7
E como vemos foram 3 dos seus discípulos que presenciaram este espetáculo, Pedro, Tiago e João, pelo que muitos afirmam que era relativamente a este acontecimento sobrenatural que Jesus se referiu quando falou que: “alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder”.
E tal até faz realmente sentido, merecendo esta interpretação o meu respeito, mas quanto a mim não era esse o significado da profecia.

Vida física ou espiritual?

E antes de avançar para o que penso ser a verdadeira interpretação a dar a essas palavras, convém relembrar o leitor que a numeração dos capítulos e versículos da Bíblia atual não se encontrava presente nos manuscritos originais, tendo esta sido posta posteriormente para simplificar a leitura.
E sendo assim quando observamos a passagem de Marcos 9:1 e vemos o final de Marcos 8, no meu entender parece que esta  passagem deveria estar ainda no capítulo anterior como final de discurso, vejamos o final de Marcos 8:
 

E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.

Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.

Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?

Ou, que daria o homem pelo resgate da sua alma?

Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

Marcos 8:34-38
 
E vejamos como ficaria Marcos 9:1 no final deste discurso:

Dizia-lhes também: Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder.

Marcos 9:1
 
Ora como se pode ver Marcos 9:1 se enquadraria muito melhor como final de discurso em Marcos 8, pelo que se Jesus em Marcos 8 fala claramente em salvar a vida espiritual e não a física:
 

Porque qualquer que quiser salvar a sua vida (FÍSICA), perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida (FÍSICA) por amor de mim e do evangelho, esse a salvará (ESPIRITUAL).

Marcos 8:35
 
E sendo assim, obviamente que quando Jesus falava em Marcos 9:1 de “provar a morte”, esta significa a morte espiritual e a perda eterna de sua alma. É que não adianta nada tentar preservar a nossa vida física pois mais tarde ou mais cedo ela se extinguirá, pelo que não devemos temer.
E caso existisse ainda alguma dúvida sobre esta interpretação, existe uma outra passagem nos evangelhos que a clarifica. 
Em João 21, quando falando com Pedro, este pergunta a Jesus o que seria de João:
 

E Pedro, voltando-se, viu que o seguia aquele discípulo a quem Jesus amava, e que na ceia se recostara também sobre o seu peito, e que dissera: Senhor, quem é que te há-de trair?

Vendo Pedro a este, disse a Jesus: Senhor, e deste que será?

Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.

Divulgou-se, pois, entre os irmãos este dito, que aquele discípulo não havia de morrer. Jesus, porém, não lhe disse que não morreria, mas: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti?

João 21:20-23
 
Ou seja, o discípulo que Jesus amava, para nós João, segundo Jesus poderia ficar até que Jesus voltasse, mas isso não significava que ele não passaria pela morte física, mas sim que não passaria pela morte espiritual no inferno, ou seja não provaria a morte de sua alma.
E não nos esqueçamos ainda da passagem em que Jesus confirma o exposto:
 

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;
E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

João 11:25-26
O que se passa após a morte física não nos compete a nós especular ao pormenor, mas segundo as escrituras todos aqueles que morrem crendo em Jesus serão salvos, logo o que se poderá passar com essas almas só a Deus compete, ainda assim todos os crentes que experimentaram a morte física crendo em Jesus, com certeza não experimentam a morte espiritual, sendo com cristo reunidos no paraíso.
E para mim esse é o significado da profecia em analise, e sendo assim Jesus sabia bem o que dizia e com certeza dizia a verdade pois a vida eterna segundo as escrituras é uma qualidade de vida, não uma quantidade, pois mesmo os incrédulos e apóstatas também serão ressuscitados, mas não para a honra e sim para a condenação:
 

"E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno."

Daniel 12:2
 

Conclusão

E assim mais uma vez concluimos que as escrituras se explicam a si mesmo.
Os críticos tendem a isolar certas passagens tirando-as do contexto bíblico e sem investigar o mesmo de forma a tentarem encontrar erros ou contradições. Este procedimento tem sido tentado ao longo dos séculos, mas a verdade é que todas as críticas tem sido destruídas uma a uma, sendo a Bíblia ainda o maior livro vivo da história da humanidade, isto porque ela é A PALAVRA do Criador e quem é da verdade ouve a Sua Voz!
Seja você também digno de alcançar a vida eterna crendo Naquele que deu a sua vida na carne para poder resgatá-lo das garras da morte eterna.
Que sirvam ainda estas palavras para relembrar a todos os cristãos que nada devem temer e que não devem poupar esforços em honrar aquele que nos salvou pregando a verdade o mais possível. Enfrentemos com a palavra de Deus tudo e todos que servem ao reino das trevas, para que possamos ser dignos de ver chegar com Glória e poder o Reino de Deus!
Esta luta também é sua!
Um abraço.