Profecias “difíceis” de Jesus explicadas (Parte 2) - Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder

30/03/2015 12:49

                                    

"Dizia-lhes também: Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder."
Marcos 9:1

 
 
Vamos então à luz das escrituras abordar esta profecia tão utilizada por céticos para tentarem demonstrar que Jesus errou ao afirmá-la. Segundo os céticos, dos que estavam com Jesus na altura de seu ministério nenhum sobreviveu até que chegasse o reino de  Deus com poder, o que à primeira vista e vendo a passagem isoladamente até parece fazer sentido. Mas se analisarmos a profecia, quando inserida no seu contexto, mais uma vez veremos como Jesus estava certo pois tinha toda a razão quando proferiu estas palavras.
 

Procurar as passagens paralelas

Os diferentes evangelhos expõem diferentes visões de diferentes indivíduos mas dos mesmos relatos, alguns procuram contradições entre os mesmos mas na verdade eles são complementares e não contraditórios. Assim ao vermos as palavras de autores distintos podemos ver com mais exatidão: o que aconteceu, o que foi dito e o seu significado. Vejamos em Mateus a passagem paralela a Marcos onde encontramos:
 
Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino.

Mateus 16:28
 
que devemos então conjugar com Marcos 9:1:
 

"Dizia-lhes também: Em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder."
Marcos 9:1

 
Em Lucas:
E em verdade vos digo que, dos que aqui estão, alguns há que não provarão a morte até que vejam o reino de Deus.

Lucas 9:27
 
Como vemos todos relatam o mesmo episódio mas com algumas diferenças, ainda assim nenhum se contradiz. Sendo assim o que nos parece a nós que foi dito efetivamente e na integra por Jesus foi algo como:
Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir chegado o reino de Deus e o filho do homem no seu reino com poder.
 
Então esta profecia é imediatamente cumprida na:
 

Transfiguração de Jesus

 
Quando analisamos o texto onde Jesus afirma que alguns não provarão a morte até que vejam a chegada do reino de Deus, ou seja Marcos 9:1, vemos que logo de seguida em Marcos 9:2 começa o relato sobre a transfiguração de Jesus e assim também acontece em Mateus e Lucas:
 

E seis dias depois Jesus tomou consigo a Pedro, a Tiago, e a João, e os levou sós, em particular, a um alto monte; e transfigurou-se diante deles;

E as suas vestes tornaram-se resplandecentes, extremamente brancas como a neve, tais como nenhum lavadeiro sobre a terra as poderia branquear.

Marcos 9:2-3
Em Lucas lemos ainda que:
E Pedro e os que estavam com ele estavam carregados de sono; e, quando despertaram, viram a sua glória e aqueles dois homens que estavam com ele.

Lucas 9:32
 
Neste relato sobrenatural vemos coisas espantosas como: Jesus transfigurado em Glória, o aparecimento de Moisés e Elias e ainda ouvimos a voz de Deus:

E desceu uma nuvem que os cobriu com a sua sombra, e saiu da nuvem uma voz que dizia: Este é o meu filho amado; a ele ouvi.

Marcos 9:7
 
E como vemos foram 3 dos seus discípulos que presenciaram este espetáculo, Pedro, Tiago e João, pelo que : “alguns há que não provarão a morte sem que vejam chegado o reino de Deus com poder”.
 

 O reino de Deus não é futuristico

 
Jesus disse que o Reino de Deus já estava entre nós para todos os que o reconhecem como o Messias:
E, interrogado pelos fariseus sobre quando havia de vir o reino de Deus, respondeu-lhes, e disse: O reino de Deus não vem com aparência exterior.
Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós.


Lucas 17:20,21
Assim a visão da transfiguração é uma visão diferente do Reino, é uma visão "COM PODER", tal como Jesus disse que aconteceria.
 
Pedro afirma que viu a SUA VINDA
 
Sendo assim resta-nos aceitar que Pedro, Tiago e João não passaram pela morte e viram a majestade de Cristo em seu Reino. A Transfiguração satisfaz as exigências do contexto (todos os sinóticos dão logo a seguir a Transfiguração: Mc. 9:1; Lc. 9:27). Mais ainda, Pedro, que era um dos que estavam lá, referiu-se à transfiguração nas mesmas palavras (II Pe. 1:16-18). [1]
 
De fato, não seguimos fábulas engenhosamente inventadas, quando lhes falamos a respeito do poder e da vinda de nosso Senhor Jesus Cristo; pelo contrário, nós fomos testemunhas oculares da sua majestade. Ele recebeu honra e glória da parte de Deus Pai, quando da suprema glória lhe foi dirigida a voz que disse: "Este é o meu filho amado, em quem me agrado". Nós mesmos ouvimos essa voz vinda do céu, quando estávamos com ele no monte santo. 
2 Pedro 1.16-18 
 

Conclusão

E assim mais uma vez concluimos que as escrituras se explicam a si mesmo.
Os críticos tendem a isolar certas passagens tirando-as do contexto bíblico e sem investigar o mesmo de forma a tentarem encontrar erros ou contradições. Este procedimento tem sido tentado ao longo dos séculos, mas a verdade é que todas as críticas tem sido destruídas uma a uma, sendo a Bíblia ainda o maior livro vivo da história da humanidade, isto porque ela é A PALAVRA do Criador e quem é da verdade ouve a Sua Voz!
Seja você também digno de alcançar a vida eterna crendo Naquele que deu a sua vida na carne para poder resgatá-lo das garras da morte eterna.
Que sirvam ainda estas palavras para relembrar a todos os cristãos que nada devem temer e que não devem poupar esforços em honrar aquele que nos salvou, pregando a verdade o mais possível. Enfrentemos com a palavra de Deus tudo e todos que servem ao reino das trevas, para que possamos ser dignos de ver chegar com Glória e poder o Reino de Deus!
Esta luta também é sua!
Um abraço.