Porque Deus permite a tribulação e o sofrimento?

07/01/2016 18:33
                     
Dedico este artigo a todos os meus irmãos que passaram por momentos difíceis em sua vida, esperando que na verdade patente nas sagradas escrituras possam encontrar conforto.
 

Introdução - A causa primordial

Por que Deus permite o sofrimento? Se Deus é todo-poderoso, amoroso, sábio e justo, por que o mundo está tão cheio de ódio, desgraça e injustiça? Você já se perguntou sobre isso?
Você sabe por que as pessoas cometem o erro de culpar a Deus por todo o sofrimento no mundo? Em muitos casos, elas culpam o Deus Todo-Poderoso porque pensam que ele seja o verdadeiro e legítimo governante deste mundo. Elas não conhecem uma verdade bíblica simples, porém muito importante. Essa verdade é que o verdadeiro governante deste mundo é Satanás, o Diabo!

Os governantes deste mundo

 
A grande maioria da humanidade rejeita consciente ou inconscientemente o governo do Criador, ora como é óbvio isso reflecte-se no mundo, que dessa forma é facilmente dominado pelo mal.
A Bíblia diz claramente: “O mundo inteiro está no poder do Maligno.” (1 João 5:19). Pensando bem, não faz sentido isso? Este mundo reflete a personalidade da criatura espiritual invisível que está “enganando toda a terra habitada” (Apocalipse 12:9). Satanás é odioso, enganador e cruel, portanto, o mundo, sob sua influência, está cheio de ódio, engano, dor, culpa e crueldade. Essa é a principal razão de existir tanto sofrimento.
 

O sofrimento individual

Mas saber a causa primordial pode não ser suficiente quando o sofrimento nos toca a nós individualmente, e quando assim é, temos quase sempre a tendência a achar que a nossa tribulação é incompreensível ou não merecida. A verdade é que quando é com os outros é sempre mais fácil arranjar explicações…
Realmente muitas vezes na nossa vida passamos por situações difíceis, existem muitos casos que se analisados a quente nos parecem de certa forma injustos e de difícil compreensão para o nosso limitado conhecimento, mas como veremos as escrituras podem ajudar a encontrar o porquê do sucedido e dar-nos o conforto necessário.
Conheci vários casos de pessoas que por desconhecerem a simples verdade de que são escravos do mundo, da matéria e consequentemente de satanás que nunca aceitaram as tribulações a que foram sujeitos, cometendo assim o gravíssimo erro de culpar a Deus (ou a falta Dele) por tais situações. Muitos até se consideram pessoas “boas”, “justas” e até sem pecado aparente, acham-se tanto assim que nem se dão ao trabalho de procurarem a Deus e quando confrontados com as verdades patentes nos evangelhos simplesmente as ignoram, não perdendo um único minuto de sua vida para orar, agradecer a Deus ou ler a sua palavra. Muitas destas pessoas dizem não ter tempo para estas atividades, mas a verdade é que é tudo uma questão de prioridades na nossa vida.
E antes de avançar é então fundamental que o ser humano entenda que é um potencial ser caído, um prisioneiro que foi enganado por satanás no mundo espiritual e que se ainda tem alguma hipótese de redenção neste mundo é pela graça e pelo Grande Amor de Deus:
“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;”
Romanos 3:23
 
Assim muitas pessoas quando confrontadas na sua própria vida com as coisas horríveis deste mundo ímpio, maligno e caído governado por satanás e seus lacaios satanistas acham-se muito injustiçadas e passam a culpar o Deus que ignoraram toda a vida por todos os seus dramas e problemas.
Ora isto é de uma profunda injustiça para com o Criador, pois na verdade que moral tem alguém que sempre o ignorou (por palavras ou atos) de o culpar seja do que for? É que mesmo para os que se dizem “crentes” não basta dizer que Nele se acredita, pois quem realmente acredita faz de Deus o centro de sua vida e não apenas merecedor de graças e louvores quando tudo na vida corre a seu favor…
Meus amigos este mundo é um dos patamares do inferno, um purgatório se preferirem, e sendo assim é normal que as tragédias aconteçam…principalmente a quem ignora e muitas vezes até rejeita a proteção do Único que o pode fazer, pois rejeitar a Deus é pactuar com satanás! Deus por sua paciência e Amor para connosco tem tolerado as depravações deste mundo como forma de ainda salvar alguns de nós, mas efectivamente Ele não nos deve nada! Para se entender melhor este assunto, veja referências (1).
Mas ainda assim não apenas os ímpios ou ignorantes espirituais passam por tribulações, o que nos leva à pergunta:

Por que Deus permite que os cristãos também passem por provações e tribulações?

Uma das partes mais difíceis da vida cristã é o fato de que se tornar um discípulo de Cristo não nos torna imunes às provações e tribulações da vida. Porque um Deus bom e amoroso permite que passemos por coisas como a morte de uma criança, doenças e ferimentos a nós mesmos e nossos entes queridos, dificuldades financeiras, preocupação e medo? Certamente, se Ele nos amasse, tiraria todas essas coisas de nossas vidas. Afinal, amar não significa que Ele quer que nossas vidas sejam fáceis e confortáveis?
Na verdade, não, não significa. A Bíblia ensina claramente que Deus ama aqueles que são Seus filhos, e que todas as coisas "cooperam para o bem daqueles que amam a Deus" (Romanos 8:28). Então, isso deve significar que as provações e tribulações que Ele permite em nossas vidas fazem parte de tudo que coopera para o nosso bem. Portanto, para o crente, todas as provações e tribulações devem ter um propósito divino.
Como em todas as coisas, o propósito final de Deus para nós é crescer mais e mais à imagem de Seu Filho (Romanos 8:29). Este é o objetivo do cristão, e tudo na vida, incluindo as provações e tribulações, foi concebido para nos permitir alcançar esse objetivo. Ser separado para os propósitos de Deus e equipado para viver para a Sua glória faz parte do processo de santificação.
Muitas vezes achamo-nos justos e perfeitos deixando a soberba tomar conta de nosso ego, outras vezes estamos tão cegos a algo errado que fazemos, que não conseguimos enxergar o nosso erro mesmo que nos alertem para ele. Outras ainda somos egoístas querendo apenas saber de nós e nossas vidas, colocando a cabeça na areia relativamente a tudo que nos tire da zona de conforto e/ou nos leve a confrontar o mal que domina este mundo, etc…
Assim, ainda que não gostemos, se Deus nos ama e nos quer livres de tudo isso resta-lhe permitir que a tribulação nos corriga, Deus como bom pai corrige e educa o filho que ama, ainda que isso seja para Ele ainda mais doloroso do que para nós.
A maneira em que tribulações alcançam este objetivo é explicada em 1 Pedro 1:6-7:
 "Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, ora que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo".
A verdadeira fé do crente será confirmada pelas provações que sofremos para que possamos descansar na certeza de que essa fé é real e vai durar para sempre, contrariamente aos sofrimentos temporários deste mundo.
As provações desenvolvem em nós experiência e um caráter piedoso, e isso nos permite a gloriar "nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança. Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado" (Romanos 5:3-5).
Jesus Cristo deu o exemplo perfeito:
 "Mas Deus prova o seu próprio amor para connosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8). Estes versículos revelam aspectos do Seu propósito divino tanto para as provações e tribulações de Jesus Cristo quanto as nossas. Perseverar prova a nossa fé. "Tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4:13).
No entanto, devemos ter cuidado para não tentar usar desculpas para as nossas "provações e tribulações" se forem o resultado de nossos erros. "Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem" (1 Pedro 4:15). Deus perdoa os nossos pecados porque a punição eterna para eles foi paga pelo sacrifício de Cristo na cruz. No entanto, ainda temos que sofrer as consequências naturais nesta vida por nossos pecados e más escolhas. Mas Deus usa até mesmo esses sofrimentos para nos corrigir e conformar com os Seus propósitos e nosso bem supremo.
As provações e tribulações vêm tanto com um propósito quanto uma recompensa:
"Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam"
Tiago 1:2-4,12
Através de todas as provações e tribulações da vida, temos a vitória. "Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo." Apesar de estarmos em uma batalha espiritual, Satanás não tem autoridade nenhuma sobre o crente em Cristo. Deus nos deu a Sua Palavra para nos guiar, o Seu Espírito Santo para nos capacitar e o privilégio de podermos nos aproximar dEle em qualquer lugar, a qualquer momento, para orar sobre qualquer coisa. Ele também nos assegurou que nenhuma tribulação nos testará além da nossa capacidade de suportá-la, e que "juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar" (1 Coríntios 10:13).
 

Conclusão

Não é quando está tudo bem que mostramos ter fé ou que as nossas “glórias a Deus” são achadas verdadeiras, é exactamente nas provações que elas muitas vezes mostram o seu valor. Deus apenas corrige quem ama e esta vida na matéria é uma ilusão, persistente, mas uma ilusão. Devemos então aceitar as suas contingências procurando a Deus tanto nos bons como nos maus momentos.
Foram muitos que passando por tribulações se tornaram pessoas melhores enxergando o que sem elas teria sido impossível e podemos ter a certeza que assim como descrito na Bíblia sobre o servo de Deus Jó que sofreu horrores neste mundo às mãos de satanás, pelo fato de não ter negado a Deus recebeu tudo em dobro e a paz na eternidade. Assim também nós seremos recompensados pela nossa perseverança e confiança no nosso Deus e Pai que por Amor deu o seu filho amado para justificar os nossos pecados. Você pode acreditar que não foi mais fácil para Deus ver o que os homens fizeram a seu Amado e Justo filho, do que a pior das nossas tribulações!
Sejamos então humildes, aceitemos as circunstâncias desta dura vida, analisando em cada altura as contrariedades da mesma e independente do que aconteça tendo a confiança Naquele a quem nada é impossível e que em tudo nos recompensará com a vida eterna no seu reino de verdadeiro Amor e Justiça.
 
"E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis."
Apocalipse 21:4,5
 

Referências:

(1) A VERDADE
http://www.nunes3373.com/news/a-verdade/
Satanistas governam o mundo e não os políticos, banqueiros ou chefes militares
http://www.nunes3373.com/news/satanistas-governam-o-mundo-e-nao-os-politicos-banqueiros-ou-chefes-militares/
 

Fontes:

Por que Deus permite que passemos por provações e tribulações?
http://www.gotquestions.org/Portugues/provacoes-tribulacoes.html
Por que Deus permite o sofrimento?
http://www.jw.org/pt/publicacoes/livros/biblia-ensina/por-que-deus-permite-o-sofrimento/