Por que Satanás Crucificou Jesus? - O Mistério de Deus revelado (Parte 2)

07/04/2017 15:22

                             

Veja primeiro:

Por que Satanás Crucificou Jesus? - O porquê (Parte 1)
 http://www.nunes3373eb.com/news/por-que-satanas-crucificou-jesus/
 
 
Na primeira parte analisamos o motivo que levou satanás a ter que crucificar Jesus, agora veremos o porquê de Deus ter que passar por tudo isso para vencer a guerra contra as trevas e dessa forma provar que sempre esteve certo, ao contrário de satanás, que sempre esteve errado.
Deus, Criador e Soberano
Deus poderia ter dominado Satanás a qualquer momento. Quando chegar a hora de Deus dominar Satanás, ele o jogará como um joguete no lago de fogo (Ap 20). O salmista escreve: "Quem em todo o céu pode comparar-se com o Senhor? Que anjo mais poderoso é semelhante ao Senhor? Os mais altos poderes angélicos estão em temor de Deus. Ele é muito mais incrível do que todos os que cercam seu trono. Ó Senhor Deus dos Exércitos do Céu! Onde há alguém tão poderoso como você, Senhor? " (Salmo 89: 6-8 NVI). Se Deus simplesmente quisesse esmagar Satanás desde o início de sua rebelião, o combate seria "sem hipótese".
Mas Deus não queria simplesmente DESTRUIR Satanás, quando ele precisava ser REFUTADO, pois a arma mais forte de Satanás não é seu poder, mas a suspeita sobre o caráter de Deus. Desde o início do registo bíblico, Satanás lança dúvidas sobre o caráter de Deus para os primeiros seres humanos (Gn 3: 1-4). Se Deus viesse como um Rei Conquistador para destruir Satanás, isso só confirmaria as acusações de Satanás sobre o caráter egoísta e dominador pela força de Deus.

Afinal quem merece a cadeira, o acusado ou o acusador?

 
Imagine a cena celestial no céu no momento em que Satanás fez sua primeira acusação contra o caráter de Deus. Considere Satanás dizendo: "Você é um louco por controle! Você é egoísta! Você não considera os pontos de vista de outrem, mas o seu próprio! "Agora, imagine se Deus puxasse de uma espingarda celestial e destruísse satanás. Então, voltando-se para os bilhões de outros anjos no céu, Ele dizia: "Será que alguém tem mais alguma acusação a fazer?" Claramente, isso seria perfeitamente justo, e justo para Deus pois Satanás usava de falso testemunho, mas isso só teria criado mais suspeitas sobre seu caráter. Forster e Marston escrevem:
Podemos realmente aceitar que ele tinha o poder absoluto de parar ou mesmo destruir Satanás. O problema é que, neste caso, mesmo quando Satanás se afundasse sob a ira e a destruição de Deus, ele teria ido com um sorriso sarcástico nos lábios, como se dissesse: "Eu te disse". Tal "solução" teria deixado para sempre sem resposta a acusação de Satanás de que o reino de Deus estava baseado (como o seu) em força e conveniência. Não foi a falta de poder que impediu Deus de esmagar Satanás - mas uma questão de princípio. É, talvez, comparável à contenção moral que torna impossível a Deus mentir. As acusações de Satanás devem ser respondidas, e elas não podem ser verdadeiramente respondidas por uma força que simplesmente esmaga o acusador.”
Então em vez de destruir Satanás em um instante, ele inicia seu plano para refutá-lo para sempre.
O Mistério ensinado em todo o Novo Testamento
Ao lermos o Novo Testamento, vemos que todos esperavam que Cristo viesse como o Rei Conquistador - não um Servo Sofredor (ver parte 1). De fato, quando Jesus confrontou vários demónios no país dos gadarenos, eles perguntaram-lhe : "Você veio aqui para nos atormentar antes do tempo?" (Mt 8:29). Claramente, nenhum dos demónios esperava que Cristo fosse atormentado numa Cruz. Em vez disso, eles pensaram que ele estava vindo para atormentá-los.
Paulo parecia ter uma compreensão clara do fato de que Deus tinha mantido seu plano em segredo ou mistério de todos antes que Cristo viesse. O reino demoníaco não teria crucificado Jesus, se tivesse entendido seu plano. Por exemplo, Paulo escreve:
Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;
Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;
A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.
1 Cor. 2: 6-8

 Os "governantes" deste mundo tenebroso

 
Muitos comentaristas acreditam que os "governantes desta época" se referem a Pôncio Pilatos, Caifás, Herodes e o Sinédrio. Contudo, na segunda carta de Paulo aos Coríntios, ele descreve Satanás como "o deus deste mundo" (2 Coríntios 4: 4), e ele chama aos demónios "governantes do mundo desta escuridão" (Efésios 6:12). Será que os governantes do mundo que ele está se referindo são na verdade o reino demoníaco, que foram enganados pelo ato de auto-sacrifício da cruz? É óbvio que sim!
Vemos o conceito do "mistério" escrito em todo o Novo Testamento. Paulo escreve: "Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, segundo a revelação do mistério que foi guardado em segredo por longas eras, mas agora é manifestado, As Escrituras dos profetas, de acordo com o mandamento do Deus eterno, foram reveladas a todas as nações, levando à obediência da fé "(Rm 16: 25-26)
O mistério obviamente se refere ao plano de salvação de Deus através de Cristo. 
Ainda em Efésios Paulo escreve sobre o que realmente é este mistério:
(Efésios 3: 7-11) Do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder.A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo,
E demonstrar a todos qual seja a comunhão do mistério, que desde os séculos esteve escondido em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo;Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus,
Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor,
Paulo escreve que este mistério foi "escondido em Deus" ou seja, nem mesmo os anjos conheceram seu plano completamente. Na verdade, como resultado deste mistério é que os "governantes e autoridades nos reinos celestiais" aprenderão algo sobre o caráter de Deus.
É por isso que Paulo escreve que "Deus mostrou publicamente" a propiciação de Cristo (Romanos 3:25). A Cruz era uma demonstração pública - não apenas para si mesmo - mas para os seres humanos e até mesmo para os anjos. Pedro escreve:
(1Pe 1: 10-12) Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.
Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar.
O plano de Cristo foi mantido "escondido em Deus" (Efésios 3: 9) mesmo do reino angélico. Também sabemos que os anjos observam os acontecimentos na Terra (Lc 15:10, 1 Coríntios 4: 9, Ef 3:10, 1 Tim. 5:21). E enquanto observavam os pregos sendo pregados nas mãos de Jesus, eles deveriam estar completamente perplexos: "Por que Jesus é morto? Porquê que ele não se defende? "Mas depois que as comportas do céu foram abertas ao povo pecador, o reino angélico (talvez milhões ou bilhões de seres espirituais) aprendeu algo sobre a natureza de Deus que eles nunca tinham visto antes: Deus é muito, mas muito mais amoroso que poderíamos alguma vez ter imaginado!
 
E o que Satanás está pensando neste momento?
De tudo o que podemos ver pelas Escrituras, a Cruz não travou nem um pouco Satanás. Satanás sabe que está derrotado, mas isso não o tornou deprimido ou apático; Isso o deixou furioso (Apocalipse 12:12). Considere Hitler depois do dia D: Quando ficou claro que ele foi derrotado na frente ocidental, Hitler cavou mais fundo, lutando ainda mais tenazmente. Ele executou prisioneiros de guerra na Valquíria - mesmo sabendo que havia perdido a guerra. É assim que se comportam as criaturas consomidas pelo ódio e o orgulho!
Assim Satanás continua a tentar a enganar a humanidade e até mesmo os seus seguidores (Apocalipse 12:9) dizendo-lhes que ainda é possível que Deus lhes deixe este mundo para governar caso consigam convencer todos os humanos a aceitarem a farsa da sua Nova Ordem Mundial. Mas ele sabe que jamais Deus faltará à sua palavra e ainda que só existisse um justo à face da terra ele a cumpriria. Jamais Deus, que é justo, iria mais ser conivente com um governo injusto e opressor como o que se vive neste mundo, estando o seu falhanço já totalmente demonstrado a todo o Universo. Dessa forma Satanás sabe o seu fim, mas não quer ir sozinho, pois ele sabe que a destruição de qualquer alma traz um profundo pesar ao seu Criador. Assim em sua loucura e maldade ele vai até ao fim...
Conclusão
Embora Satanás tenha perdido a guerra contra Deus e seu povo, ainda há muitas batalhas pela frente. Mas, espero, que esta concepção da derrota de Satanás possa ajudar a trazer uma melhor compreensão ao crente para confiar na obra de Cristo mais profundamente e a refutar as acusações de Satanás com a nossa maior arma: A Cruz de Cristo!
Jesus é o nosso Salvador e digno de receber toda a nossa gratidão, Ele venceu toda e qualquer acusação de satanás, dos satanistas ou seja lá de quem for contra o seu caráter e ainda abriu as portas do seu Reino a todo o pecador que se arrependa dos seus maus caminhos! Assim você que leu esta série venha hoje para o lado de Cristo, Ele aceita todos, seja de que maneira for, Ele já pagou a sua divida e apenas quer seu retorno, a salvação é grátis! Então ainda hoje...LUTE AO LADO DO SENHOR JESUS E RECUPERE A SUA HONRA!


Ver FONTES na Parte 1