O Reino Milenar de Jesus na terra (Parte 3)-Porque será satanás solto no fim do Milénio? Conclusão

11/12/2014 12:49
                                 
Veja primeiro:
O Reino Milenar de Jesus na terra (Parte 1) – O Arrebatamento, antes ou depois da tribulação? (act.)
http://www.nunes3373eb.com/news/o-reino-milenar-de-jesus-na-terra-%28parte-1%29-%e2%80%93-o-arrebatamento%2c-antes-ou-depois-da-tribula%c3%a7%c3%a3o-/
O Reino Milenar de Jesus na terra (Parte2) – Como será o Reino Milenar
http://www.nunes3373eb.com/news/o-reino-milenar-de-jesus-na-terra-parte2-o-reino-milenar/
                                                     

Introdução da parte 3

Agora que já vimos quando e como será o Milénio que se aproxima sob a autoridade de Jesus, vamos então analisar porque apesar deste reinado vir a ser eterno, ainda ter que após 1000 anos, sofrer mais uma terrível investida de satanás.
E antes de mais relembremos então que após a chegada de Jesus teremos o Milénio, e só depois o julgamento final de todas as almas (o julgamento do trono branco) e a chegada da eternidade para os justos.
E durante o milénio muitos humanos que morreram durante a tribulação terão mais uma hipótese de se salvar das garras da morte. Estes, refira-se, serão apenas os que não terão colocado a “Marca da Besta”, pois os que a colocarem já não terão mais nenhuma hipótese de redenção.
Como vimos o reino do milénio será justo e perfeito, mas ainda assim, ao longo do mesmo, alguns não suportarão por seu próprio egoísmo, as normas sagradas e justas de Deus.
Mas antes de avançarmos para o fim vamos fazer uma rápida análise da história.

O Milénio como o governo perfeito

Há muito tempo que os homens sonham com uma sociedade perfeita em que todos possam viver em paz e harmonia — um mundo no qual todas as necessidades serão satisfeitas e barreiras como raça, nacionalidade, educação, renda e ambiente não existam mais.
Antes da Primeira Guerra Mundial, muitos cristãos acreditavam que a humanidade estava fazendo um progresso gradual nessa direção e que a sociedade se tornaria cada vez melhor até que esse objetivo fosse atingido. Entretanto, após duas Guerras Mundiais e uma terceira aparentemente em preparação — é mais fácil encontrar um cavalo com chifres do que pessoas que ainda mantenham essa posição. No entanto, um plano ativo continua entre os círculos ocultistas em que a versão deles da utopia será cumprida fazendo-se desaparecer a luta sectária. As religiões, dizem eles, causaram mais derramamento de sangue do que qualquer outra coisa e precisam ser abolidas. Para atingir esse objetivo, colocaram em marcha um programa global e maciço conhecido como "Movimento Ecumênico"Nova Ordem Mundial, encabeçado pelas sociedades secretas — que está destinado a unir tantos sistemas diversos de crenças quanto possível e consolidá-los. 
Em seguida, quando o tempo certo chegar, o "Cristo" deles (Anticristo) receberá as boas-vindas com braços abertos e o plano-mestre será totalmente implementado. Reduções maciças da população tirarão do mundo todos os indesejáveis (especificamente aqueles que são ferrenhamente monoteístas — os cristãos, os judeus e os muçulmanos) e o resto será subjugado e governado. Mas todo este plano é apenas uma utopia satânica pois Deus trará sobre eles a justiça de toda a mentira e holocausto que fizeram só para trazer esta sua “falsa paz”.
E depois de tudo isto, que servirá apenas de prova para uma humanidade decaída e imoral, Deus determinou que Seu Filho governaria e reinaria este mundo de um trono em Jerusalém. Mil anos foram definidos como a duração, e na Palavra de Deus temos muitas pinceladas sobre como será esse reinado e como virá à existência (Veja a parte 2 para mais pormenores).
A primeira referência que nos oferece informações sobre o propósito do período de mil anos encontra-se em Apocalipse 20:1-3, onde lemos:
"E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo."
Apocalipse 20:1-3
 
Aqui, temos uma declaração muito clara que um dos anjos de Deus amarrará Satanás e o lançará no poço do abismo (buraco negro) para que Satanás não possa mais "enganar as nações" — até que os mil anos se completem. Embora não seja mencionado explicitamente, precisamos inferir que as hordas de demônios serão da mesma forma aprisionadas, ou de algum outro modo ficarão inativas. Então, de acordo com o plano de Deus, Satanás será "solto por um pouco de tempo" de sua prisão. 
E porque ele precisará ser solto?
Como dissemos no início, o homem sempre desejou um ambiente perfeito, e atribui à sua ausência, juntamente com outros fatores, a pobreza, ignorância, etc. Em outras palavras, essas coisas foram e ainda são usadas, como uma desculpa para negar o fato da pecaminosidade inerente à maioria dos seres humanos — sua queda natural e a depravação de seu coração.
Mas Deus vai então renovar a Terra! É minha opinião que Deus restaurará a Terra ao seu ambiente "jardim do Éden" original e a árvore da vida ficará disponível novamente (Apocalipse 2:7 e 22:2).
Uma vez que o julgamento inicial estiver completado antes do milénio, os sobreviventes eleitos do Período da Tribulação — ainda em corpos mortais — entrarão no Reino para povoá-lo. No entanto, não devemos nos esquecer que uma quantidade inumerável de santos ressurretos possuindo corpos glorificados — exatamente como aquele que agora tem o Senhor Jesus Cristo — entrarão no reino também. Aparentemente, os santos do Antigo Testamento se unirão aos santos da Tribulação para formar o principal contingente da população. No entanto, nosso foco principal precisa estar sobre aqueles que entrarão no reino como humanos pecadores. Todos os que entrarem no reino serão salvos, mas ainda estarão em corpos de certa forma materiais e, portanto, possuindo uma natureza corruptivel. Esse ponto é muito importante e não devemos negligenciá-lo.
Independentemente do seu verdadeiro sentimento, eles viverão em um ambiente perfeito e tendo todas as necessidades imagináveis satisfeitas, mas também estarão vivendo sob um governo perfeito. O próprio Senhor Jesus governará "com vara de ferro" [Apocalipse 12:5] e os detetores de mentira não serão mais necessários! Os infratores serão pegos imediatamente e punidos sob um sistema de justiça perfeito. Imagine a inclinação para fazer o mal acoplada com o conhecimento de que não será possível escapar sem ser punido. Claro que existirá escalas de punição e por erros menores nada ocorrerá, apenas perda de energia devido a termos pecado, tal como nestes nossos corpos atuais. O Senhor é justo e apenas delitos muito graves terão consequências igualmente graves!
Minha imaginação me diz que na maior parte do tempo, esse será um milênio de "justiça" auto-imposta por aqueles ainda em corpos mortais! Entretanto, debaixo dessa superfície idílica estará o fato horrendo da depravação das almas humanas. À medida que os séculos passarem, milhões e milhões de crianças nascerão dos habitantes originais — cada um deles terá uma natureza humana tão depravada quanto seus pais que ainda tiveram uma chance, mas verdadeiramente nunca foram fieis a Deus e à justiça. E, como seus pais antes deles, precisarão crer para não perecer. O ambiente deles incluirá — como o elemento central — um sistema perfeito de adoração em que o próprio Deus estará vivendo entre eles e demonstrando todas suas perfeições e ensinamentos dia após dia. Não haverá desculpas para a falta de adoração e ela será esperada de todas as criaturas, mas a crença — a confiança absoluta e não fingida em Jesus Cristo — será "da boca para fora" ainda por parte de alguns. Essa falsa adoração ficará sem ser detectada? É claro que não! O Senhor saberá o que está no coração dessas pessoas e o fingimento delas será revelado no tempo devido. Sem dúvida, alguns dentre eles terão o coração tão duro que não farão esforço algum de esconder sua pecaminosidade.
E finalmente, chegamos à questão inicial:

Porque Satanás precisará ser "solto por um pouco de tempo"?

Estamos agora no fim do reinado milenar de Jesus Cristo e precisamos ter em mente que tudo no mundo esteve perfeito durante todo esse tempo. Não houve guerras, fomes, pobreza, doenças, crime e nenhuma coisa boa foi negada ao homem mortal e eles não terão desculpas para seu comportamento ruim.
A libertação de satanás
Então, nesse cenário idílico, satanás entrará subitamente, ao ser libertado de sua prisão. Ele se comportará de forma previsível como sempre, e imediatamente começará a motivar os homens à rebelião, convencendo-os que Jesus Cristo precisa ser destronado para que ele (Satanás) então possa ocupar o lugar e reinar sobre eles, supostamente com uma maior liberdade para fazer o que lhes apetece sem consequências. Na verdade será um retorno ao passado e mais uma vez satanás só oferecerá dor, sofrimento e morte mascarada de liberdade.
O ressentimento e a raiva latentes nos corações pecaminosos que foram forçados a "se comportar" durante os mil anos por não poderem fazer nada errado sem serem apanhados e punidos explodirão e bilhões [Apocalipse 20:8 diz "o número deles é como a areia do mar"] rapidamente sucumbirão às vilezas de Satanás e se alistarão no seu exército.
Com objetivos assassinos, eles se congregarão e marcharão contra a cidade santa de Jerusalém e o trono do rei. Quando a cidade estiver cercada, fogo de Deus descerá dos céus e devorará a todos [Apocalipse 20:9]. As ações deles provarão para o resto da eternidade que Deus está certo e o Diabo errado, sendo apenas um mentiroso assassino capaz de tudo para usurpar o trono de quem a tudo criou. O homem não regenerado está espiritualmente morto e sua natureza é por natureza inimiga de Deus. Nenhuma quantidade de "boas obras" ou boas intenções de sua parte pode merecer vida eterna, pois ele pratica o mal.
Uma vez que a tentativa ridícula de rebelião for neutralizada, Satanás finalmente receberá o que merece! Ele será lançado no lago de fogo, onde fará companhia para a besta e o falso profeta. Em seguida, ocorrerá o julgamento final diante do Grande Trono Branco, no qual os perdidos de todas as épocas — os espíritos não regenerados daqueles que morreram sem Cristo, incluindo aqueles que foram consumidos pelo fogo ao seguirem a Satanás no fim do Milênio — serão julgados de acordo com suas obras, conforme registradas nos "livros" (plural) [Apocalipse 20:12]. A prova número um do processo é o fato que nem um de seus nomes será encontrado no "livro" (singular) — "o livro da vida do Cordeiro" — Apocalipse 21:27].
Embora nesse ponto o pecado tenha sido julgado e as massas de homens não regenerados tenham recebido seu destino eterno, mais "pontas soltas" precisam ser ligadas. Os dois fatos inevitáveis da vida humana, os conceitos abstratos da morte e do inferno"  estão finalmente obsoletos e são eles mesmos (figurativamente) lançados no lago de fogo (Apocalipse 20:14). Isso é o que o apóstolo Paulo disse em 1 Coríntios 15:26 — que "o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte".
 
Em seguida, temos Apocalipse 21:1 (referido anteriormente) em que o apóstolo João vê "um novo céu e uma nova terra".
 

A Eternidade

E logo após esta última batalha chegará a eternidade, e fazer suposições sobre como será é com certeza muito menos esplendoroso do que podemos imaginar. Mas podemos supor algumas coisas:
Sabemos que chegará a Jerusalém celestial e o céu e a terra tal como a conhecemos cessarão de existir.
As origens nacionais, a classe social e o gênero não têm significado uma vez que estamos em Cristo e parece totalmente razoável concluir que não nos rotularão na eternidade.
O reino eterno é habitável apenas por aqueles com corpos glorificados e ressuscitados e que não são mais mortais e nem capazes de decadência (1 Coríntios 15:35-49). Presumivelmente, esses crentes receberão corpos ressuscitados sem terem que morrer. Precisamente quando isso acontece não é explicado, mas teologicamente, deve acontecer em algum momento durante a transição da terra e universo velho para a nova terra e novo céu (2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1-4).
E mais do que falar sobre esse tempo recomendo a leitura integral do capitulo 22 de Apocalipse, que é o último da Bíblia:
Apocalipse 22

www.bibliaonline.com.br/nvi/ap/22

 
Abraço
 
"Felizes os que lavam as suas vestes, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.
Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira."
Apocalipse 22:14-15
 

Fontes:

 

O Milênio: O Reinado de Jesus Cristo na Terra

 
http://www.espada.eti.br/p196.asp

Quando é que a Ressurreição acontecerá?

http://www.gotquestions.org/Portugues/quando-ressurreicao.html#ixzz3LP1scQqT