O inválido do tanque de betesda - O problema das superstições

15/07/2015 12:15
                        
Ora, em Jerusalém, próximo à porta das ovelhas, há um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco alpendres.
Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados {esperando o movimento da água.}
{Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; então o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.}
Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo.
Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são?
Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda!
Imediatamente o homem ficou são; e, tomando o seu leito, começou a andar. Ora, aquele dia era sábado.
João 5:2-9
 
Esta é uma das passagens que raramente vemos bem explicada nas igrejas e tal deriva do fato de uma incorreta tradução de um dos versículos por parte de algumas edições da Bíblia, mas também por um deficiente entendimento da mesma.
 

Arqueologia

Mas antes de avançar na exegese da passagem gostaria de revelar ao leitor que em escavações nesta região, no ano de 1888, o professor e arqueólogo, Dr. Conrad Schick, achou um grande tanque com cinco pavilhões, que levavam a uma parte mais baixa, onde havia água. Em uma de suas paredes havia a pintura de um anjo no ato de movimentar as águas (1). Segundo o credo e tradição judaica, de tempo em tempo, um anjo descia naquele tanque e movimentava as águas.
 

Será que realmente existia um anjo?

E este é o ponto essencial para o correto entendimento da lição que é dada por esta história.
Optamos aqui por usar a versão Almeida na tradução (por ser a mais vulgarmente usada entre os evangélicos) e vemos que a passagem que lança dúvidas está entre colchetes:
{esperando o movimento da água.}
{Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; então o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.}
Isto deriva deste versículo não estar patente em todos os manuscritos do Novo Testamento (a maioria das versões católicas até a omite), podendo ter sido uma adição posterior aos escritos de João de forma a elucidar melhor a passagem. Mas ainda que o consideremos inspirado e originalmente escrito por João (como eu acredito), deve-se reparar que a Bíblia só relata o fato e as crenças, porém ela não ratifica, ou seja, a Bíblia não confirma que um anjo descia e agitava as águas realmente.
Tanto assim é, que algumas traduções deixam esse fato ainda mais claro, como a Bpt- Edição Interconfessional da sociedade bíblica, que traduz do seguinte modo:
4 Dizia-se que de tempos a tempos um anjo de Deus descia à piscina e agitava a água.

 Bíblia Bpt

 
Aqui utiliza-se a palavra “Dizia-se”, clarificando que esta era uma crença popular. E é minha opinião que realmente isto era uma crendice popular, pois não existe em toda a Bíblia nenhuma cura discriminatória como a descrita e o nosso Deus não é Deus de previligiar os mais rapidos, mais espertos, mais ricos ou seja lá o que for!
E tirando a polémica de se o anjo descia ou não, imagine a balburdia e aglomeração que era aquele lugar, veja:
- Grande multidão de enfermos, cegos e etc.
- Esperando o movimento das águas
- Só um sarava, o primeiro que ali entrasse.
Continuando com a nossa imaginação em ação, imagine as cenas possíveis:
De repente alguém grita: “o anjo agitou as águas”, e a confusão estava feita, doentes se jogando por todos os lados na tentativa de ser o primeiro a entrar, e novamente aconteceu que, ninguém sabe ao certo quem foi o primeiro e, portanto, não houve cura. Mais um ano de frustração. As pessoas afirmavam que o anjo descia até o tanque anualmente, mas ninguém sabia a data exata. Irrequietos, os doentes mais hábeis saltavam, esporadicamente, para se anteciparem ao anjo. A confusão era constante!
Desculpe aos que crêem que realmente um anjo agitava a água, mas eu creio que isto era apenas uma superstição pois nosso Deus não é Deus de confusão:
 “Porque Deus não é Deus de confusão, mas sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos.”
 I Corintios 14:33
E a julgar pelas circunstâncias, confusão era o que mais existia naquele lugar de “desesperados” por milagres.
 

A Lição - Superstição e crendice vs Jesus

O que esta passagem nos quer mostrar é exactamente isso, o problema das crendices populares e o depositar a fé em coisas erradas.
Vejamos: Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo. Esse efermo representa a humanidade que se entrega a crendices e/ou a ritos místicos. Essas pessoas estão numa condição terrível, afastadas de Deus e espiritualmente inválidas. 
Essas pessoas depositam a sua esperança  em um erro ou no mínimo estão olhando para o lado errado. Normalmente nesses tempos a multidão buscava Jesus, mas nesse caso e em outros, muitos preferiam as crenças e superstições populares. O fato verdadeiramente é que apesar de toda a convicção humana, persistências e fé, a pessoa pode estar errada, salvo é claro, se estiver com Cristo que é a única certeza desta vida e da futura.
 

A Pergunta - Queres ficar são?

 
6 Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são?
Jesus lhe perguntou o mesmo que pergunta hoje a toda a humanidade alienada em crenças erradas, superstições, misticismos, anjos, sacrifícios, ritualismos, etc. A pergunta pode parecer escusada ou de evidente resposta, mas a verdade é que muitos estão tão acomodados à sua vida e à sua miséria, tão iludidos na mentira, que já nem querem sair dela para uma realidade melhor. 
 

A Zona de Conforto

7 Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Além das desculpas evidentes que são comuns aos que nada querem mudar em sua vida e sair da zona de conforto, aí esta o erro deste homem, ele esperava alguém para o levar, esperou 38 anos por alguém para o levar, Jesus estava ali mas ele esperava alguém que o levasse até a água. Muitos encontram-se assim, esperam em homens e/ou milagres mas nem pensam em sair da zona de conforto, esquecendo que Deus está sempre presente e disponível.
Muitos se apoiam em ritualismos, superstições, crenças erradas, magos, astrólogos, bruxos, etc, mas em Jesus nem querem ouvir falar. Outros ainda, que até se dizem cristãos, pensam que Deus vai falar pelo pastor tal, missionário sicrano, evangelista beltrano, vai fazer milagres pelo santo A, B OU C, etc. Mas quando esse suposto “homem ou mulher de Deus” vier ,Deus vai falar: -Cuidado! Você quer ouvir a voz de Deus ou a dos homens?
 
 
Note que muita gente corre de um lugar para o outro para ouvir “A voz de Deus”, mas verdadeiramente não a procura onde ela está, que é na Bíblia!
 

A Ordem de Jesus

8 Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda!
Jesus não perde tempo e lhe dá uma ordem direta, e isso é o que Ele faz connosco hoje:
FAÇAM O QUE EU DIGO E NÃO ARRANGEM DESCULPAS!
É que muitos acreditam em esperar por anjinhos, fazer sacrifícios, andar de joelhos, rezar mil Avés Marias, etc, mas na verdade não fazem o que Jesus ensinou e depois admiram-se que nada mude em suas vidas para melhor.
A esses eu digo o mesmo: deixem-se de crendices e superstições, peçam entendimento ao Senhor, leiam e ouçam a sua palavra, façam o que ela diz e decerto FICARÃO SÃOS!
 
 

Porquê que Jesus escolheu aquele homem?

 
 
Mas porquê que no meio de tão grande multidão de enfermos Jesus só procura aquele homem especificamente?
A resposta é nos dada um pouco mais à frente na passagem quando perguntam ao homem quem o curou:
 
Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda?
E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão.

João 5:12,13
 
É que aquele homem na verdade não conhecia Jesus, ele nunca tinha ouvido falar no Mestre. Jesus ajuda aqueles que não têm capacidade de encontrá-lO, os que O procuraram, mas sem sucesso. 
 
Mas todos os outros representam uma humanidade que apesar de saber que Jesus existe, por sua escolha continua a preferir as crendices, os misticismos, etc, a Ele. Jesus tem misericórdia e se revela aos que o desconhecem, mas aos que escolhem não conhecê-lo Ele, que respeita o livre arbítrio da criatura, se afasta.
 
 

Conclusão

Vimos então que segundo o credo e tradição judaica, de tempo em tempo, um anjo descia naquele tanque e movimentava as águas, o primeiro que entrasse no tanque após o movimento acreditava poder ser curado de qualquer enfermidade. Assim se arregimentavam grandes quantidades de pessoas, esperando receber algo através de um ato místico.
O fato relevante aqui é entendermos que o contexto nos mostra dois tipos distintos de multidão que buscam alguma bênção de Deus. A multidão do Tanque de Betesda que acreditava mais nos "anjos", e a multidão que seguia a Jesus. Aquela multidão que rodeava o Tanque é símbolo das inúmeras pessoas que esperam receber algo de um ritualismo religioso ou místico. O Tanque de Betesda é símbolo do formalismo e misticismo religioso, onde jazem milhões e milhões de pessoas ao redor de um símbolo, aguardando que um dia aconteça alguma coisa que os tire desta situação. Este grupo é levado pela superstição e pelo ritualismo.
Ao contrário destes, o grupo que segue a Jesus, é dinâmico, cheio de satisfação e alegria por ver as maravilhas de Deus através do Senhor! Jesus tem que ser o centro e nunca as suas criaturas.
Se hoje alguém ainda se encontra no Tanque de Betesda, Jesus lhe pergunta agora:

-Queres ficar são?

Se sim, abandone as crendices, LEIA A BÍBLIA, ouça as suas palavras e faça o que nosso Senhor diz!
 
 
 

Referências:

(1)Tanque de Betesda
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tanque_de_Betesda

Fontes:

Tanque de Betesda: Olhando para a água.
http://www.jacuipenoticias.com/religiao/janeiro/betesda.htm
Realmente descia um anjo no tanque de Betesda?
http://www.cacp.org.br/realmente-descia-um-anjo-no-tanque-de-betesda/
Descia um anjo realmente no tanque de Betesda?
http://iadrn.blogspot.pt/2014/01/descia-um-anjo-realmente-no-tanque-de.html