Bem-aventurados os que não viram e creram

26/09/2019 12:38
                            
Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o meu dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei.
E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco.
Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.
E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!
Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.
João 20:25-29
 
Recentemente tive uma experiência no prédio onde vivo que me levou a refletir e ver uma conexão clara com a passagem acima, dando aqui o relato, penso ajudar a clarificar o significado destas palavras de Jesus.
Resumidamente há cerca de 4 anos atrás tivemos uma eleição para síndico (administrador de condomínio) em que um dos candidatos se conseguiu eleger com muitas promessas, e para as legitimar se afirmava evangélico e muito temente a Deus. Só por isso fiquei logo com pé atrás, pois não gosto de ver usar o nome de Deus por tudo e por nada e muito menos para legitimar promessas eleitorais e politiquices. Mas sabia também que esse senhor tinha encontrado apoio em moradores que já tinham sido apanhados em várias atividades duvidosas e mentiras, o que me deixou logo com uma pulga atrás da orelha. A sua eleição foi também conseguida de forma pouco clara, usando muitas procurações de pessoas que não habitavam verdadeiramente o prédio e apenas detinham os imóveis como investimento.
Em pouco tempo as suspeitas foram se adensando, o agora síndico impôs um verdadeiro estado ditatorial dentro do prédio e quem o questionava era difamado e até ameaçado, tudo acrescido duma degradação continua dos equipamentos sociais. Entretanto se formou um grupo liderado por ele que entrou em vários esquemas de aluguer clandestino de imoveis e lugares de aparcamento dentro do edifício, beneficiando apenas alguns.
Quando eram requeridos os relatórios e contas, ele simplesmente ignorava e hostilizava os requerentes, ao mesmo tempo que mantinha alguns moradores felizes e na ignorância apenas por não aumentar o valor do condomínio e dizendo que estava tudo correndo às mil maravilhas…
Mas após uma reeleição, as suspeitas de má gestão foram crescendo, e um grupo inicialmente pequeno de moradores se organizou judicialmente e, com coragem e organização, começou a combater as mentiras do sindico, tentando abrir os olhos aos que dormiam, acreditando nas mentiras desse individuo.
Foram hostilizados e difamados, reputados de loucos e aí de quem os quisesse apenas ouvir, pois poderia arranjar problemas para si dentro do prédio…, mas o pequeno grupo se manteve firme até que chegou o grande dia de nova eleição.
O sindico, que entretanto já nem morava no prédio, sabia que não poderia se apresentar para ser reeleito, pois não queria revelar as contas, e isso o desqualificaria de imediato face aos estatutos. Mas tal não o fez demover e montou uma lista fachada com outro morador seu testa de ferro, e este com palavrinhas mansas fez de tudo para continuar a manter o status quo de mentiras, opacidade e corrupção prometendo uma “nova gestão”.
Numa eleição atribulada e onde muitas procurações foram anuladas por serem falsas ou ilegais, o que era impensável para alguns aconteceu:  A lista do pequeno grupo que enfrentou o sistema vigente venceu contra todas as expetativas.
As máscaras começaram então a cair, o síndico desapareceu com inúmeros documentos e deixou uma divida monstruosa, e todos os que o apoiaram, ou mesmo ficaram em cima do muro não apoiando quem dizia a verdade, agora tinham visto o grande erro que tinham cometido em se ter abstido ou mesmo apoiado uma personagem que os tinha enganado e roubado durante anos. Agora diziam estar arrependidos e choravam. Ao não se quererem posicionar contra o mal, se fizeram eles mesmos instrumentos do maligno e os vencedores sabiam agora que não podiam contar com essas pessoas que, por medo, migalhas, ou mesmo por nada se opuseram à verdade e dessa forma não tomaram a atitude certa quando tiveram oportunidade para isso.
 

E o que tudo isto tem haver com o tema?

 
Na verdade, tudo. Se considerarmos este mundo um grande edifício onde todos habitamos, poderemos dizer que o mesmo foi tomado por um síndico mau caráter que usa da mentira, intriga, calúnia e força opressora, dividindo para governar, apenas para seu benefício próprio, ora esse sindico é obviamente satanás.
E tal como no prédio onde vivo existem aqueles que por interesse próprio o apoiam e outros, a grande maioria, que fica em cima do muro por medo ou indiferença à verdade.
Mas esse sindico mau carater tem os seus dias contados, pois já sabemos que Jesus retornará para o derrotar definitivamente acabando com o seu reino maligno de mentiras.
Mas muitos, tal como no nosso prédio, por migalhas ou por medo, não creem ou apenas fazem de conta que creem e não se colocam do lado da verdade e da justiça, optando pelo "politicamente correto". Esses infelizmente estando em cima do muro, pactuam com o sistema maligno, são seus cúmplices, pois para que os maus triunfem basta que os bons nada façam…
E o que sentirão esses quando se aperceberem que não ajudaram a verdade e a justiça quando tiveram oportunidade? Tristeza, frustração, remorso e arrependimento e ainda receberão de acordo com suas obras, que com certeza nem sempre foram boas.
Todo o homem, tal como Tomé, tem tendência a querer ver para crer, mas Jesus diz crer para ver, e são esses que o fazem que serão bem-aventurados, e na verdade nem é preciso assim tanta fé, pois de um ponto de vista racional quem quer e procura pela verdade tem inúmeras provas do que é realmente a verdade!
Sendo assim, se você ainda não tomou uma posição forte nesta guerra espiritual, esta é a hora de o fazer, o tempo esgota-se e amanhã poderá ser tarde, creia e verá, creia e no final você se sentirá feliz e recompensado.
Esta é a hora de lutar, depois, será tarde demais…