A Verdadeira Cura da Ansiedade

11/11/2015 12:28
     
A ansiedade é talvez a maior doença do foro psicológico do séc. XXI, qual de nós ainda não sentiu os seus efeitos?
Antes de avançar para a cura definitiva contra a ansiedade vejamos o que é realmente a ansiedade:

Trata-se de um estado de agitação, preocupação ou angústia. Para a medicina, a ansiedade é a angústia que costuma acompanhar diversas doenças, principalmente as neuroses, e que não permite que os doentes tenham sossego.

Resumindo, a ansiedade é uma emoção derivada do medo ou da incerteza que traz um enorme desconforto mental e até físico à nossa vida. Ela pode surgir por: 
-Problemas familiares, profissionais, financeiros, de saúde, medos, pressões várias, traumas, etc, etc...Muitas pessoas chegam mesmo a sofrer com cenários que nunca chegam a ocorrer.
 

Tratamentos humanos

Na psicologia são vários os tratamentos propostos para a cura da ansiedade, alguns são caros e muitas vezes recorrendo a medicação que nada resolve ou apenas adormece o problema sem nunca verdadeiramente o resolver. As técnicas usadas são muitas, mas a que recomendamos aqui é a solução mais eficaz de todas e ainda por cima totalmente gratuita.
 

Jesus, A Cura definitiva da ansiedade                 

Na verdade todos os problemas psicológicos são gerados espiritualmente, sendo assim vejamos o que nos diz Jesus sobre as nossas ansiedades:
 
Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?

Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?
E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;
contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.
Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?
Pois a todas estas coisas os pagões procuram. Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.
Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
Mateus 6:25-34
 
Realmente para um ateu ou um pagão a ansiedade deve ser o sentimento mais vulgar do mundo, mas será que um cristão deve também sofrer desse mal?
Eu creio que, quando nos preocupamos, praticamente nos comportamos como ateus. Ou cremos em Jesus, ou não cremos. Ele disse: "Eu venci o mundo". Ele venceu? Ou Ele apenas nos prega uma peça de mau gosto?
 
Muitas vezes procedemos como pessoas que usam o elevador, mas não colocam a pesada mala no chão, preferindo segurar todo o peso. Na verdade somos crentes, mas simplesmente não nos aventuramos a entregar a nossa carga de preocupações Àquele que quer se preocupar connosco, que cuida de nós e nos conclama na Bíblia: Não se preocupem!
 
Racionalmente nos preocupamos de fato, mas o cuidado de Deus está acima do nosso entendimento. Por isso também está escrito a esse respeito: "Não andeis ansiosos... E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus" (Fp 4.6-7). A paz que Deus dá excede e vence qualquer dúvida da nossa mente e supera todas as ansiedades, pois está enraizada na pura confiança em Deus. 
Em todas as lutas da vida, porque a Bíblia insiste tanto em, como cristãos renascidos, não nos preocuparmos? "Não andeis ansiosos...” Porque nisso resplandece a grandeza de Deus que excede a tudo. O Eterno, o Guardador da nossa vida, é tão poderoso e tão preocupado connosco que realmente não precisamos estar ansiosos por nada. É uma honra para Ele assumir todas as nossas preocupações. Por isso Pedro diz: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" (1 Pe 5.7).
Certamente, uma coisa não funciona sem a outra. Somente quando lançamos todas as nossas ansiedades sobre o Eterno, Ele também cuida de nós. Mas se arrastamos as nossas ansiedades junto connosco, então nós mesmos criamos muita aflição, muito sofrimento e muita inquietação. Além disso estar ansioso além de nada resolver é ainda uma desonra para Deus, pois demonstra uma insegurança em seu Poder. Mas quando confiamos, Ele enche nosso coração com paz celestial.
Não se preocupar, naturalmente, não quer dizer que os problemas são retirados de nós instantaneamente, mas sim que é levado o peso que esses fardos representam em nossas vidas. Os problemas nem sempre são solucionados imediatamente, mas somos libertos da pressão deles. Então podemos experimentar o que diz o Salmo 68.19b: "Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação".
 

Porque não nos devemos preocupar?

1. As preocupações são desnecessárias
Não estamos expostos ao destino cruel, nem entregues ao acaso. Pelo contrário, está escrito que Ele – por amor do Seu nome – nos guia pelas veredas da justiça (Sl 23.3).
2. Porque as preocupações não adiantam
De maneira nenhuma elas são capazes de solucionar algum problema. Certa vez, alguém disse: "As preocupações nunca eliminam as dores do futuro, mas acabam com o poder do presente." Com preocupações não podemos prolongar nossa vida (Mt 6.27).
3. Preocupações são nocivas
Li recentemente que as enfermidades psicossomáticas têm aumentado muito. Muitas úlceras, problemas cardíacos e outras doenças têm sua origem nas preocupações. Elas provocam tensões, mau humor e nervosismo.
4. Preocupações nos tiram a liberdade
Corrie Ten Boom disse: "Provavelmente as preocupações são nossos carcereiros mais constantes."
 

A cruz – Expressão máxima da preocupação de Deus connosco

Viver para nos iluminar a saída e Morrer por todos nós, prisioneiros deste mundo, é a prova viva da preocupação e do cuidado de Deus para connosco.
Jesus se sujeitou a tudo, venceu e nos deixou suas promessas, afinal cremos ou só dizemos que cremos?
 

Conclusão

“Buscai antes o seu reino, e estas coisas vos serão acrescentadas.”
Lucas 12:31
 
Na nossa caminhada neste mundo os problemas são inevitáveis, são vários os contratempos e situações desagradáveis que temos que enfrentar, mas como vemos nada disto é alheio a Deus. É claro que existem problemas que é impossível que não nos afetem, mas tendo a certeza que Deus está no controlo de tudo é mais fácil encarar a realidade de forma mais relaxada. A Bíblia em vários locais nos conforta relativamente às ansiedades da vida, ela simplesmente nos diz para ter fé e antes de mais buscar o reino de Deus que tudo se resolverá.
Assim quando confrontados com algum problema devemos parar, meditar sobre o mesmo e pedir auxílio a Jesus, confiando em seu amor.É óbvio que se o problema advém de algum evidente erro nosso é fácil identificar a causa, orar e mudar. Outros casos são mais complexos, mas Deus jamais nos deixa desamparados se Nele confiarmos!
Ler a Bíblia, ter na vida uma conduta verdadeiramente cristã, orar e pedir a Deus ajuda, é o simples e gratuito caminho para a cura da ansiedade pois a fé é a certeza do auxílio de Deus. Parece fácil de mais, mas será que realmente você já tentou verdadeiramente fazê-lo?
Paulo também nos diz: "Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças" (Fp 4.6).
Devemos orar e suplicar "com ações de graça". Devemos agradecer ao Senhor por benefícios já recebidos e agradecer no presente pela certeza dos benefícios futuros. "E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito" (1 Jo 5.14-15).
 
Nota Final (off topic)- Tratamento agudo

Saindo um pouco da esfera da cura espiritual definitiva aqui exposta, deixo para situações agudas e pontuais de ansiedade uma recomendação de uso de chás de plantas calmantes tais como alecrim, camomila, raiz de valeriana,cidreira, hipericão, entre outras, mas isto apenas para casos agudos (embora todas estas ervas sejam benignas e naturais convém não prolongar o uso sem um estudo aprofundado das características de cada planta)

Seja como for a cura definitiva a longo prazo é sempre Jesus!
 

Fontes:

Deixar a Ansiedade. A tarefa mais difícil dos cristãos
http://www.apaz.com.br/mensagens/ansiedade.html