A parábola do trigo e do joio – Um resumo da história humana

27/10/2015 11:50

                           

A parábola

Jesus lhes contou outra parábola, dizendo: "O Reino dos céus é como um homem que semeou boa semente em seu campo.
Mas enquanto todos dormiam, veio o seu inimigo e semeou o joio no meio do trigo e se foi.
Quando o trigo brotou e formou espigas, o joio também apareceu.
"Os servos do dono do campo dirigiram-se a ele e disseram: ‘O senhor não semeou boa semente em seu campo? Então, de onde veio o joio? ’
" ‘Um inimigo fez isso’, respondeu ele. "Os servos lhe perguntaram: ‘O senhor quer que vamos tirá-lo? ’
"Ele respondeu: ‘Não, porque, ao tirar o joio, vocês poderão arrancar com ele o trigo.
Deixem que cresçam juntos até à colheita. Então direi aos encarregados da colheita: Juntem primeiro o joio e amarrem-no em feixes para ser queimado; depois juntem o trigo e guardem-no no meu celeiro’ ".
Mateus 13:24-30                                                           
 
A parábola do trigo e do joio é uma das poucas parábolas que foi explicada por Jesus, logo muito importante. Ela é no fundo um resumo da história da humanidade neste mundo desde o princípio, e nos dá um vislumbre de como será o seu final e por isso importante para todos nós. Vamos então primeiramente ver a explicação de Jesus e depois fazer o nosso comentário:
 

A Explicação de Jesus

Ele respondeu: "Aquele que semeou a boa semente é o Filho do homem.
O campo é o mundo, e a boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do Maligno,
e o inimigo que o semeia é o diabo. A colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos.
"Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim também acontecerá no fim desta era.
O Filho do homem enviará os seus anjos, e eles tirarão do seu Reino tudo o que faz tropeçar e todos os que praticam o mal.
Eles os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.
Então os justos brilharão como o sol no Reino do seu Pai. Aquele que tem ouvidos, ouça".
Mateus 13:37-43
 

Nosso comentário

Este é então um resumo da história humana. Antes de mais é interessante notar as seguintes afirmações de Jesus:
“O campo é o mundo;...” Mateus 13:38.
“...O que semeia a boa semente é o Filho do homem.” Mateus 13:37.
 Com estas afirmações Ele se afirma como o Criador do mundo e o semeador da boa semente.
Ora para que se entenda perfeitamente esta história é necessário entender o que se passou para que este mundo fosse criado e para pormenores recomendo a leitura do artigo (1) das referências. Mas sem entrar aqui em detalhes sobre o que se passou antes da criação deste mundo, podemos inferir pela leitura desta parábola que ele inicialmente foi criado perfeito e onde era possível o homem viver em paz e harmonia com a natureza.
 

A Rebelião de Satanás

Mas infelizmente houve um tempo em que Satanás tratou de promover sua rebelião e conseguiu seduzir uma parte dos anjos. Ele foi expulso do céu e lançado para a Terra (Apocalipse 12:7-9). Aqui na Terra, o homem criado sem mácula não vigiou e como resultado pecou, desobedecendo à ordem divina (ver Gênesis 3:1-6).
Assim Satanás (o deus do pecado) teve o direito legal de governar todo o homem que recusasse o Criador e até plantar sua semente neste campo. Infelizmente o ser humano, pecador como é, praticamente entregou toda a sua soberania a satanás, que governando na sombra fez deste mundo um verdadeiro purgatório, onde Luz e Trevas lutam pelas almas humanas.
 

O trigo e o joio

“...A boa semente são os filhos do reino;...” Mateus 13:38
“O inimigo que semeou o joio é o Diabo;...” Mateus 13:39
“...o joio são os filhos do maligno.” Mateus 13:38.
Assim vemos que o trigo são todos aqueles que acabam por aceitar o Criador e sua justiça, o joio são as almas dos rebeldes e impios que são aqui “plantados” por satanás, esperando destruir algum do trigo de Deus.
O joio é semeado pelo Diabo e este incitou os homens ao pecado e tem sido o grande responsável pela proliferação do mal na Terra, que é o campo de Deus. Os filhos do maligno estão vivendo no lugar errado, Deus não preparou o planeta Terra para eles. Ao criar nosso planeta, o plano original de Deus determinava que este fosse habitado por homens que admirassem a sua obra e o aceitassem como seu Pai. Os animais foram criados para complementar a alegria dos homens e viverem em plena harmonia. No entanto, a rebelião de Satanás veio transtornar, ainda que transitoriamente, a paz aqui reinante.
 

A Salvação dos Justos

"Os servos do dono do campo dirigiram-se a ele e disseram: ‘O senhor não semeou boa semente em seu campo? Então, de onde veio o joio? ’
" ‘Um inimigo fez isso’, respondeu ele. "Os servos lhe perguntaram: ‘O senhor quer que vamos tirá-lo? ’
"Ele respondeu: ‘Não, porque, ao tirar o joio, vocês poderão arrancar com ele o trigo.
Mateus 13:27-29
 
É interessante notar que a princípio quando, os servos do dono do campo, aqui representados pelos anjos de Deus, notaram a presença dos filhos do maligno, quiseram vir para destruí-los, mas Deus não permitiu que os anjos “arrancassem” os ímpios da face da Terra, pois esta destruição poderia afetar os homens que ainda têm hipótese de redenção e disse-lhes que aguardassem o tempo da colheita, o fim desta era.
As almas humanas que nas regiões celestiais e antes da criação do mundo foram enganadas por Satanás encontram aqui (pelo grande amor de Deus), neste planeta, uma oportunidade de redenção. Aqui estamos sujeitos à influência de satanás e o que custa viver entre os néscios, ímpios, mentirosos, assassinos e egoístas, todos estes são no fundo o joio. Assim, os homens - que na sua presciência o Criador sabe que são dignos de salvação - vivendo no meio dos ímpios evoluem a sua consciência e podem, por seu próprio livre arbítrio, recusar o mundo e satanás, aceitar o Criador e encontrar sua redenção e sua volta definitiva para A Luz, onde originalmente foram criados.
 

A Colheita - O Fim desta Era

“A colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos.”
Mateus 13:39
 
Como tudo tem um tempo, nestes seis mil anos de história humana o efeito do pecado tem trazido muito sofrimento a todos os habitantes da Terra, mas em breve tudo estará em seus devidos lugares e funcionando exatamente conforme o projeto original de nosso sábio Criador. Nada irá alterar a vontade de Deus e o mal ficará para trás.
Os justos serão separados dos ímpios na volta de nosso Senhor Jesus Cristo. No entanto, de acordo com as Sagradas Escrituras, a existência do joio e do trigo em nosso planeta se estenderá até o “fim desta era”. O termo “fim da era” não significa a destruição literal da Terra, mas apenas o fim da presente era do pecado e da morte. A parábola do joio e do trigo nos traz esta preciosa informação e não a devemos encarar levianamente pois o tempo da colheita está praticamente sobre nós.
Sendo assim arrependamo-nos dos nossos maus caminhos e aceitemos a graça da salvação que é gratuitamente oferecida pelo nosso Pai e Criador, o Senhor Jesus, pois como nos diz a palavra só existem 2 caminhos:
“O Filho do homem enviará os seus anjos, e eles tirarão do seu Reino tudo o que faz tropeçar e todos os que praticam o mal.
Eles os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes.
Então os justos brilharão como o sol no Reino do seu Pai. Aquele que tem ouvidos, ouça".
Mateus 13:41-43
AMÉM!
 

Referências:

(1) A VERDADE
http://www.nunes3373.com/news/a-verdade/
 

Fontes:

A Parábola do Trigo e do Joio
http://verdadeemfoco.com.br/estudo.php?id=17