A parábola do semeador do Século 21

16/10/2015 12:18
                               
Jesus contou frequentemente, por parábolas, histórias sobre os acontecimentos do dia-a-dia que ele usava para ilustrar verdades espirituais. As parábolas de Jesus além de serem sempre educativas, são ainda de uso totalmente atual. Uma das mais importantes destas parábolas é aquela registada em Mateus 13:1-23, Marcos 4:1-20 e Lucas 8:4-15. Esta história fala de um fazendeiro que lançou sementes em vários lugares com diferentes resultados, dependendo do tipo do solo. Esta é uma das poucas parábolas registadas em mais do que dois evangelhos, mostrando a sua importância e também é uma das únicas que Jesus explicou especificamente. Sendo assim precisamos meditar cuidadosamente nesta história.
 

A parábola

"Ouçam! O semeador saiu a semear.
Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e as aves vieram e a comeram.
Parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda.
Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz.
Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas, de forma que ela não deu fruto.
Outra ainda caiu em boa terra, germinou, cresceu e deu boa colheita, a trinta, sessenta e até cem por um".
Marcos 4:3-8
 

A Explicação de Jesus

"O semeador semeia a palavra.
Algumas pessoas são como a semente à beira do caminho, onde a palavra é semeada. Logo que a ouvem, Satanás vem e retira a palavra nelas semeada.
Outras, como a semente lançada em terreno pedregoso, ouvem a palavra e logo a recebem com alegria.
Todavia, visto que não têm raiz em si mesmas, permanecem por pouco tempo. Quando surge alguma tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo a abandonam.
Outras ainda, como a semente lançada entre espinhos, ouvem a palavra;
mas quando chegam as preocupações desta vida, o engano das riquezas e os anseios por outras coisas, sufocam a palavra, tornando-a infrutífera.
Outras pessoas são como a semente lançada em boa terra: ouvem a palavra, aceitam-na e dão uma colheita de trinta, sessenta e até cem por um".
Marcos 4:14-20
 

O nosso complemento

 
A explicação da parábola por parte de Jesus é bem clara, no entanto darei o meu complemento adaptado à minha experiência de evangelista do séc.XXI.
 

A semente

A semente é a palavra de Deus. Cada conversão é o resultado do assentamento do evangelho dentro de um coração puro. A palavra de Deus regenera e salva o pecador. Sendo assim a importância das Escrituras deve ser ressaltada ao máximo.
 

O semeador

O trabalho do semeador (evangelista) é colocar a semente no solo (pregar o evangelho). Se a semente for deixada no celeiro, nunca produzirá uma safra, por isso seu trabalho é importante. Mas a identidade pessoal do semeador não é. O semeador nunca é chamado pelo nome nesta história, nada nos é dito sobre sua aparência, sua capacidade, sua personalidade ou suas realizações. Ele simplesmente põe a semente em contato com o solo. A colheita depende da combinação do solo com a semente.
Aplicando-se espiritualmente, os seguidores de Cristo devem estar ensinando a palavra. Quanto mais ela é plantada nos corações dos homens, maior será a colheita. Mas a identidade pessoal do professor não tem importância.
 

Os Solos

É perturbador notar que a mesma semente foi plantada em cada tipo de solo, mas os resultados foram muito diferentes. A mesma palavra de Deus pode ser plantada em nossos dias; mas os resultados serão determinados pelo coração daquele que ouve, o coração de cada um é o tipo de solo.
 
1- À beira do caminho (estrada)
Alguns são solo de beira de estrada, duro, impermeável. Este solo representa aquelas pessoas que tem o coração fechado para a Palavra de Deus. Elas não podem ser transformadas pelo evangelho porque elas nem sequer permitem que ele entre em suas vidas. Rejeitam-no logo à partida, influenciados pelo ruído do mundo que é provocado por satanás e seus servos (illuminati) seja pela mídia, pelo sistema laico de ensino, etc. 
A imagem do cristianismo atualmente está bastante denegrida por igrejas e pastores que são tudo menos cristãos, infelizmente tudo isso suja a imagem do verdadeiro cristianismo. As pessoas duras de coração fixam-se nessas armadilhas de satanás e de forma a não saírem da sua zona de conforto, nem sequer dão uma oportunidade a conhecer Jesus através do evangelho.
 
2- Solo pedregoso
Entre as pedras as raízes não podem se aprofundar, o solo pedregoso indica a falta de solidez espiritual. As raízes não se desenvolvendo fazem com que a planta murche e morra. Ao receber a mensagem é necessário crescer na fé e no conhecimento das escrituras para que os tempos difíceis não venham a matar a vida cristã. Atualmente muitos ouvem a palavra e logo se animam, acham que é fácil pregar a palavra e iniciar a caminhada cristã. Mas pregar a palavra de Deus faz com que constantemente sejamos atacados por gente dura de coração, somos ofendidos, denegridos e até perseguidos, é necessário estar preparado e enfrentar estas tribulações, assim é necessário conhecimento para instruir e rebater as críticas não falhando a missão.
Quando se inicia a caminhada cristã é necessário estudo e trabalho, caso contrário seremos derrotados pelo mundo.
 
3- Entre os espinhos
O crescimento de espinhos junto com a semente não permitem que a água, a luz do sol e os nutrientes do solo nutram a planta e isso irá sufocá-la.
Os espinhos representam os interesses mundanos: a posição e estatuto social, o trabalho quotidiano, as riquezas, as vaidades, as preocupações com o dia de amanhã, etc. Todas estas coisas além de superarem a fé, dominam a vida de muitos, assim estudar e divulgar a palavra fica esquecido ou muito enfraquecido. Não resta energia a essas pessoas para a missão de salvar almas. Com isto não digo que devemos abandonar o nosso trabalho ou actividades quotidianas para só pregar o evangelho, mas a verdade é que o evangelho tem que estar presente na nossa vida e podemos sempre levá-lo às pessoas que dividem connosco todas as nossas tarefas diárias, sejam elas de trabalho ou de lazer.
Devemos então vigiar para que os interesses mundanos não dominem nossa vida e nos falte vigor espiritual para levar avante a nossa fé.
 
4- A Boa terra
O solo bom é onde a semente germina, cresce e produz livremente. São os corações que se abrem para o evangelho, crêem na Palavra e se esforçam para obedece-la, amam a Deus e se consagram para servi-lo. Estes produzem frutos abençoados.
Os frutos produzidos são as obras de fé e amor que o salvo em Jesus pratica. É o evangelho colocado em evidência na vida, o que faz com que o cristão seja uma luz que brilha neste mundo. Se recebemos a Palavra em um coração puro somos incentivados pelo Espírito de Deus a semear esta mesma semente em outros corações, e isso fazemos através do evangelismo e da obra missionária, e neste sentido, cada crente é um evangelista e um missionário.
 

Notas finais

A parábola deverá levar-nos a reflectir sobre que tipo de solo nós somos para receber a semente (palavra) e ao mesmo tempo nos prevenir para as dificuldades que vamos sentir ao receber e posteriormente ao semear. Sim porque quem recebe a semente (palavra) como um bom solo, torna-se de imediato um semeador buscando novos terrenos férteis. Hoje em dia num mundo virado para a anti ou falsa espiritualidade, controlado por uma mídia falaciosa dominada por sociedades secretas satânicas e acima de tudo relativista, o semeador da palavra enfrentará muitas dificuldades em levar a palavra de Jesus, é necessário trabalho, estudo, preserverança e acima de tudo fé no nosso Salvador!
Mas não compete ao semeador analisar o tipo de solo onde vai semear a palavra. Nosso Pai celestial apenas nos manda semear, não escolher o terreno, todos devem ter acesso ao evangelho, o tipo de solo que se revelarão posteriormente já saí da esfera do semeador.
Se leu e entendeu a parábola cabe-lhe agora meditar e decidir:
QUE ESPÉCIE DE SOLO VOCÊ QUER SER!?!
 

Fontes:

A parábola do semeador
http://www.emad.org.br/a-parabola-do-semeador/
O Semeador, a Semente e os Solos
 http://www.estudosdabiblia.net/d22.htm