A mulher com o fluxo de sangue e a ressurreição da filha de Jairo

08/05/2017 23:15
               
E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés,
E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está à morte; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva.
E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.
E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue, e que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior;
Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.
Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.
E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal.
E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes?
E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou?
E ele olhava em redor, para ver a que isto fizera.
Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade.
E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal.
Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?
E Jesus, tendo ouvido estas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente.
E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago.
E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam.
E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.
E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada.
E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te.
E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.
E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.
Marcos 5:22-43
 
No último artigo analisamos a importância do sangue em toda a narrativa bíblica e seu papel na redenção do homem, estando agora em condições de entender uma bela passagem do evangelho que de certa forma explora o que abordamos anteriormente.
Mais uma vez iremos aqui analisar a passagem bíblica além do óbvio, explorando as vertentes mais profundas da passagem e que se revelam apenas ao estudante sério das escrituras.
 
A mulher e a menina
Nesta passagem vemos uma dupla história que relaciona uma mulher que se encontrava doente com um fluxo de sangue há 12 anos (doença hoje conhecida como sangramento uterino anormal -saiba mais sobre a doença em (1)), e uma menina com 12 anos que morreu e foi ressuscitada por Jesus.
 
O número 12
A primeira particularidade que é comum às duas é o numero 12. Tanto a mulher doente como a menina encontram-se ambas ligadas nesta história pelo nº 12 e como sabemos na escritura não existem coincidências. A filha de Jairo tinha 12 anos quando foi ressuscitada, e a mulher foi curada do fluxo de sangue com 12 anos de enfermidade. Existem muitas referências sobre o número doze na Bíblia ex: As 12 tribos de Israel. Os discípulos eram 12. As portas da cidade santa são 12, etc. O numero 12 representa plenitude e está frequentemente associado ao povo judeu.
 
Mulher significa Igreja
Já por diversas vezes verificamos que um dos sentidos metafóricos de igreja na Bíblia é representá-la como mulher. Ora se analisarmos então ambos os conceitos em conjunto nesta passagem (mulher e nº12), verificamos que a mulher que sofria com a hemorragia representa a antiga igreja/religião judaica que recorria ao sacrifício sangrento de animais para perdão de pecados (representação do fluxo de sangue). A menina por sua vez representa uma nova igreja que nasce (ressuscita do judaísmo) com Jesus.

 
A mulher do fluxo: Esta mulher significa uma igreja que acaba
Segundo a Lei judaica uma mulher em seu período menstrual era considerada impura para certos serviços religiosos. Neste caso a mulher representa então uma igreja que vertia sangue e mesmo assim continuava impura. O Novo testamento deixa isso claro:
"Porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados."
Hebreus 10: 4
 
Mesmo o povo de Israel oferecendo sacrifício contínuo, sangrando todos os dias, ainda assim estava impuro aos olhos do Mestre, como aquela mulher estava impura aos olhos da lei, sendo a lei uma expressão da vontade de DeusHavia chegado o fim daquela mulher sofrer com a sangria, e também o fim da igreja que sangrava.
 
As soluções humanas
A mulher havia tentado resolver seus problemas com soluções humanas ("E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior;") .
A Palavra é viva e eficaz e não é por acaso este detalhe de que a mulher (igreja) havia gasto todo o seu dinheiro, tempo e energia em recursos humanos para ser limpa e curada. Mas não pode ser limpa, todo esforço humano é inútil para a salvação do homem, só quando a igreja toca em Jesus é que pode ser liberta, curada e limpa.
A salvação pelo esforço humano é impossível, e a mulher havia esgotado os seus recursos e então tocou em Jesus. Ao tocar com fé, foi curada e ainda, salva pela fé  (“a tua fé te salvou; vai em paz.”).
 
Tocou nas vestes, e saiu virtude.
Segundo a mesma lei, se uma mulher impura tocasse alguém nos dias em que estivesse sangrando, aquilo que tocasse também ficaria impuro. A situação da mulher quando perguntada se tocou em Jesus era delicada, por isso temeu muito, estava tocando em um homem santo e quebrando uma regra da lei diante de todos:
"Mas a mulher, quando tiver fluxo, e o seu fluxo de sangue estiver na sua carne, estará sete dias na sua separação, e qualquer que a tocar, será imundo até à tarde." 
Levítico 15: 19
 
Aquela mulher (igreja) não sabia que ao tocar em Jesus não importa o quão pecador você é, ou qual crime cometeu, ao tocá-lo com fé, em vez dele ficar contaminado com impureza, é o impuro que é tomado de santidade, pois a luz é muito mais poderosa que as trevas.
 
Jesus rompe com os preceitos religiosos
 
Jesus não lhe lançou o antigo sistema de igreja em rosto, mas quebrou o sistema e não se expôs à purificação, mas falou com ela, a libertou e a curou através da sua fé e do toque na orla do vestido.
O toque diferenciado da mulher em relação ao resto da multidão fala de uma igreja em especial, que toca em Jesus de um modo que sai virtude. 
Eu vejo uma grande multidão tocando em Jesus e clamando por ele, pondo o nome dele na placa e proferindo palavras em nome de Jesus, e os seus discípulos chegam a dizer: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? 
Realmente a multidão aperta e oprime ao Senhor, mas entre eles está uma igreja que o toca com virtude.
Em outro momento Jesus disse: ("Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus." (Mateus 7: 21). E realmente existe uma grande multidão dizendo: Senhor, Senhor! E ele às vezes se sente oprimido, pois alguns dizem Senhor! Mas esquecem muitos dos seus mandamentos. Outros dizem Senhor! Mas falam de outras revelações além da Bíblia. Outros ainda dizem Senhor! Mas dão mais relevância a pastores que à Bíblia. E existem ainda outros que dizem Senhor! Mas adoram ídolosimagens, veneram santos ao invés de Jesus, etc, etc...
Mas o mestre não quer ser oprimido, ele está procurando uma igreja, uma pessoa em uma igreja, que o esteja tocando com fé, alguém que esteja precisando de um milagre que ao Lhe tocar saia virtude. Alguém que toque no Senhor e não o oprima.
 
Não podia ocultar-se.
Depois que a mulher tocou em Jesus e foi curada ela não pôde mais ocultar-se. Quanto alguém toca em Jesus e sua vida é mudada não mais se pode ocultar, quando uma vida é cheia da presença de Deus deve-se tornar uma referência para as outras. Não se esconda se você já tocou em Jesus, anuncie a sua palavra!

 
A menina filha de Jairo
 
Esta menina pode ser vista de duas formas com significados distintos, uma é de filha de Jairo, e outra, menina ressurreta.
 
1) Filha de Jairo
 
Antes de mais convém que se diga que o uso do nome na Bíblia nunca é por acaso. Jairo significa “Iluminado por Deus” e como veremos esse foi realmente o caso quando resolveu confiar em Jesus.
Sabemos que toda filha ou filho se parece com o pai, neste contexto, vemos um chefe da sinagoga, praticante dos ritos judaicos. A menina sendo filha de Jairo e ele sendo principal da sinagoga, implica que a menina seria obediente à lei judaica e totalmente submissa à antiga lei. Jairo representa então o antigo sistema religioso, o antigo modo de se chegar a Deus. Jairo tinha uma ordem para criar a sua filha em toda a lei.

 
2) Menina Ressurreta
 
Neste contexto menina é uma igreja jovem, uma igreja que havia nascido doze anos, tempo de maturidade. Se considerarmos estes anos como um tempo de plenitude, a igreja/menina estava no momento exato de morrer e ressuscitar numa nova igreja de Cristo. Por isso a menina tinha que morrer para não ficar presa aos ritos judaicos e renascer numa nova igreja, a morte da menina significa então a morte dos ritos para se chegar a Deus.
Ao tocar a menina morta Jesus estava ainda contrariando outro ponto da lei de Moisés. Aquele que tocar em algum morto, cadáver de algum homem, imundo será sete dias.”(Números 19:11”)
Jesus é a Lei Viva e está acima dos ritos judaicos. Ele estava operando pela lei do Espírito e não mais pela letra da lei. Certamente Jairo, que era líder judeu, sabia que ao tocar sua filha, o Messias deveria ser considerado impuro. Mas Jesus é a vida, se ele tocar um cadáver certamente este viverá. Se Jesus tocar os teus projetos mortos, ele ressurgirão!
 
A menina significa a descontinuidade do sistema judaico de adoração
Se a menina não morresse, sendo filha de Jairo, líder do judaísmo, certamente uma nova igreja não poderia ter surgido. Jairo ao ver o Messias tocar em sua filha morta, e vendo-a voltando à vida, certamente entendeu que o judaísmo estava morrendo com sua filha e uma nova igreja baseada na ressurreição se estava levantando com aquela menina.
 
A menina está morta!
Muitos ao longo dos séculos decretam o fim da verdadeira igreja de Cristo, mas isso nunca aconteceu.
Jamais devemos desanimar com as palavras que nos tentam deitar abaixo e desistir da nossa confiança em Jesus seja no que for em nossa vida.
 
Talita cumi
 
E é ainda indispensável afirmar que o idioma original do Evangelho de Marcos é grego, língua muito usada na época e compreendida em todas as cidades onde existiam cristãos.
Então cabe perguntar por que este evangelista narra o seguinte versículo em aramaico?: 
"E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te." (Marcos 5:41) 
O Evangelista está ressaltando a língua que Jesus falou, pois era judeu e falava a uma menina judia educada por um judeu fiel, seguidor de toda cultura judaica. E ainda em só outro momento o autor usa uma expressão da língua local,desta vez o hebraico,veja: Mc 15,54: E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? Que, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
Logo somos levados a meditar na grandeza da Palavra de Deus e que nenhuma palavra é dita por acaso, eu creio que no momento da morte e ressurreição da menina que era hebreia, Marcos estava remetendo os leitores para a cena do calvário, onde ele usa as palavras de Jesus em idioma que só seus conterrâneos o entendiam.
A igreja que nascera da ressurreição é judia, a igreja da cruz vem dos judeus mas para toda a humanidade, assim vemos uma ligação entre a morte de Jesus e a morte da filha de Jairo. Uma clara evidência da alegoria que Jesus estava fazendo, e Marcos fez questão de assim retratar.
 
Dai-lhe de comer!
Jesus acaba a passagem mandando dar de comer à menina, ora isso claramente indica que é hora de dizer:
Igreja anda pois já tens doze anos já é tempo da plenitude na vida. Jesus mandou que lhe desse de comer, é então tempo de alimentar a menina. Vamos alimentar a igreja para que cresça e aprenda, alimentar para que viva mais e mais. O alimento é ganhar novas almas alimentadas pela palavra de Deus, e uma igreja alimentada na palavra nunca mais morrerá!
Devemos então pregar a palavra e trazer almas para esta nova igreja que não é limitada por paredes, costumes, dogmas ou doutrinas humanas mas unicamente firmada na palavra de Deus, que é a Bíblia!

 
Conclusão
 
Assim,concluímos que Deus estava deixando esta mensagem clara para que creiamos no imenso plano dele para a salvação de seu povo! Jesus estava dizendo que os ritos judaicos eram por tempo determinado, e no momento do fim dos sacrifícios de animais se levantaria uma nova igreja que está até hoje crescendo. Essa é uma igreja com base na ressurreição e na fé, não limitada por costumes, ritos, dogmas ou locais de adoração. Esta sim é a verdadeira igreja de Jesus. O homem insiste em oprimir o Salvador com a religião, mas a verdadeira religião cristã é no dia a dia cumprir os mandamentos de Jesus.
Deus te abençoe com sua imensa graça, em Cristo Jesus!!

 

Referências:

(1) 'A mulher do fluxo de sangue' (sangramento uterino anormal)
http://www.jornalapraca.com.br/notas/cartas/1555-edi-331.html
 

Fontes:

A filha de Jairo e o fluxo
http://nelsonquadros.no.comunidades.net/a-filha-de-jairo-e-o-fluxo